Veja como foi a votação dos 11 vereadores de Caxias que concorreram nas últimas eleições - Notícias de Eleições - Política: deputados, prefeitos e mais - Pioneiro
 

Eleições 201811/10/2018 | 09h04Atualizada em 11/10/2018 | 09h05

Veja como foi a votação dos 11 vereadores de Caxias que concorreram nas últimas eleições

Parlamentares apontam dificuldades na eleição proporcional. Só Neri, o Carteiro foi eleito

Veja como foi a votação dos 11 vereadores de Caxias que concorreram nas últimas eleições Mateus Bruxel e Lauro Alves/Agencia RBS
Foto: Mateus Bruxel e Lauro Alves / Agencia RBS

Dos 23 vereadores da Câmara  de Caxias do Sul, nove titulares concorreram a cargos proporcionais na eleição do último domingo. Dois suplentes também participaram do pleito. O resultado eleitoral dos candidatos do Legislativo foi desastroso. Juntos, os 11 vereadores somaram 128.858 votos. Menos que os 166.747 do Tenente-coronel Zucco (PSL), deputado estadual mais votado em 2018. E pouco mais de um terço da votação de Marcel Van Hattem (Novo), o campeão de votos para a Câmara, com 349.855 votos.

Entre os problemas apontados pelos vereadores estão a transferência de votos para candidatos de outras cidades e regiões do Estado, o grande número de candidatos, a falta de recursos para a campanha e até o desgaste de partidos envolvidos em escândalos de corrupção.

Apenas Neri, O Carteiro (Solidariedade) alcançou uma cadeira para a próxima legislatura. Ele foi eleito deputado estadual com 27.808 votos no total, e foi o mais votado entre os vereadores que disputaram a eleição. Em Caxias recebeu 23.959.

A segunda vereadora mais votada foi Paula Ioris (PSDB), com 25.005. Ela concorreu a deputada federal e aumentou sua votação em comparação com o pleito de 2014, quando conquistou 21.329 votos. Outro candidato que fez acima dos 20 mil votos é Adiló Didomenico. Ele concorreu pela primeira vez a deputado estadual e conquistou 23.723 votos.

Os outros oito vereadores ficaram abaixo dos 20 mil votos. Concorrendo pela primeira vez a deputado federal, o vereador Rodrigo Beltrão conquistou 11.213 votos e não conseguiu fazer a transferência do deputado federal Pepe Vargas, que concorreu e conquistou uma cadeira na Assembleia.

O quinto vereador mais votado foi Edson da Rosa (MDB). Em sua segunda disputa à Assembleia, o emedebista diminuiu sua votação comparando com a eleição passada, quando obteve 14.858 votos.

Leia também
Veja qual foi a votação dos candidatos a deputado federal em Caxias e região
Veja qual foi a votação dos candidatos a deputado estadual em Caxias e região
Os prejuízos para a Serra ao não eleger um deputado federal
Veja os mais votados para a Assembleia e a Câmara em cinco cidades da Serra

A pedido do Pioneiro, os vereadores avaliaram suas votações:

"A gente sempre procurou tratar as pessoas com muito respeito nos encaminhamentos, sendo um vereador muito presente nas comunidades. Acho que é isso o que o pessoal espera. Muitas coisas a gente consegue ajudar, outras não, mas o mínimo que a gente tem de fazer é estar lá, dar uma resposta. Nossos mandatos sempre foram participativos."
Neri, O Carteiro (Solidariedade) 

"Avalio positivamente. Essa foi a primeira vez que concorri a deputado federal. Uma eleição tem vários objetivos. O principal era me eleger, mas alcançamos vários objetivos. Concorri também para deixar meu nome em evidência e dobrei a minha votação em comparação com a eleição municipal. Essa foi minha primeira eleição sem o auxílio da igreja (Universal do Reino de Deus). Os votos não eram meus, eram da igreja. Levantei a bandeira do meu partido, ajudei min ha coligação e a nominata do meu partido. Tem gente que ganhou R$ 1,5 milhão e não se elegeu."
Renato Nunes (PR)

"Considero uma excelente votação, principalmente aqui em Caxias do Sul. Fico feliz com o reconhecimento de 19.799 eleitores caxienses. Na região, foi uma boa votação. Ficou abaixo do esperado, diante do alto número de candidatos na Serra que concorreram, e também dos candidatos de fora da região que buscaram votos aqui. Mas 23.723 votos foi um excelente número."
Adiló Didomenico (PTB)

"Esperava um pouco mais, nas analisando em um contexto geral, onde foram muitos votos para fora da cidade, fiquei satisfeito."
Kiko Girardi (PSD)

"Avalio minha eleição como positiva. Foi uma eleição com zero de recurso partidário. Praticamente com recursos próprios, gastei cerca de R$ 10 mil. Eu não andei em outras cidades, foquei minha campanha em Caxias do Sul. Não fiz visitas como faço nas campanhas para vereador. Visitei somente estabelecimentos comerciais, começando por Santa Lúcia do Piaí e os outros distritos, e fiz 4.153 votos. Minha votação foi pequena, mas foi de pessoas que gostam de mim."
Arlindo Bandeira (PP)

"Primeiramente, quero agradecer aos 10.342 gaúchos que nos confiaram o seu voto para representá-los na Assembleia Legislativa. Preliminarmente, vemos o resultado das urnas de forma positiva, visto o desgaste de partidos como o MDB no cenário político. Faremos uma avaliação mais aprofundada junto ao MDB Afro, que me indicou para disputar o pleito de 2018."
Edson da Rosa (MDB)

"Considerando que foi a primeira vez que concorri a deputada estadual, tendo sido postas duas candidaturas pelo Partido dos Trabalhadores em Caxias do Sul (a outra candidatura foi de Pepe Vargas), e levando em conta a distribuição de recursos financeiros partidários distintos e a nossa opção pela defesa de pautas progressistas como direitos humanos, direitos das minorias e especialmente, das mulheres, entendo que nossa candidatura cumpriu um importante papel de demarcação nesse ambiente político atual e nos possibilitou agregar forças para avançar nos debates envolvendo esses temas em Caxias do Sul e região."
Denise Pessôa (PT)

"Meu resultado foi excelente. Não tive um centavo de dinheiro do fundo partidário e de ninguém. Usei somente recursos próprios e a visibilidade que tive nos 30 dias de vereador. Agora, se o número de votos foi baixo é porque nesses 30 dias me dediquei totalmente ao trabalho de vereador."
Pedro Rodrigues (PSL)

"Agradeço a oportunidade que me foi dada pelo meu partido em concorrer a deputado federal. Fico satisfeito com a votação expressiva e por ajudar a eleger o companheiro Pepe para a Assembleia. Recebo de forma humilde a opção dos caxienses que majoritariamente optaram por candidaturas de fora da cidade. No meu partido, houve mais sete candidatos que disputaram palmo a palmo cada voto comigo e isso faz parte da festa democrática. Sigo com meu foco de trabalhar em prol da minha cidade e na esperança de que em 2020 possamos apresentar um projeto democrático e popular para Caxias."
Rodrigo Beltrão (PT)

"Pela receptividade nas ruas, tinha expectativa de maior número de votos se comparado à eleição de 2014. Em Caxias, fui a segunda mais votada, o que é positivo. No partido, a quarta mais votada. Mas o resultado foi insuficiente para eleger."
Paula Ioris (PSDB)

*O vereador Wagner Petrini (PSB) não retornou à solicitação da reportagem.


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros