O que pensa Eduardo Leite sobre a infraestrutura e logística na Serra - Notícias de Eleições - Política: deputados, prefeitos e mais - Pioneiro
 

Eleições 201805/10/2018 | 08h00Atualizada em 05/10/2018 | 08h20

O que pensa Eduardo Leite sobre a infraestrutura e logística na Serra

Candidato do PSDB ao Piratini responde a 7 demandas do Pioneiro

O que pensa Eduardo Leite sobre a infraestrutura e logística na Serra Félix Zucco/Agencia RBS
Foto: Félix Zucco / Agencia RBS

No dia 27 de setembro, o Pioneiro publicou a quinta reportagem da série A Serra Precisa, com as principais demandas regionais para os candidatos a governador. O quinto tema foi infraestrutura e logística.

A partir do contato da reportagem com a realidade regional e o depoimento de fontes protagonistas e especializadas na área, foram listadas 7 demandas da região. Elas foram submetidas aos candidatos a governador, que enviaram ao Pioneiro a visão que têm sobre cada um dos itens e o que pode ser feito, caso eleito.

O Pioneiro enviou aos candidatos ao Governo do Estado as demandas para a infraestrutura e logística listadas em 7 tópicos pela quinta reportagem da série A Serra Precisa. Seis dos candidatos responderam _ exceto Julio Flores (PSTU).

As outras quatro reportagens da série A Serra Precisa abordam os temas Educação, Saúde, Segurança e Desenvolvimento.

Confira o que pensa o candidato Eduardo Leite (PSDB):

1. Duplicação dos principais gargalos rodoviários (ERS-122, RSC-453 e BR-470)
"A duplicação da ERS-122 estará entre as prioridades de nosso projeto de melhoria acelerada da infraestrutura rodoviária. Vamos exigir os investimentos federais para a duplicação da BR-470, uma rodovia estratégica para a região. Essas estradas não são somente fundamentais para a economia e a logística da Serra, mas uma questão de segurança para os cidadãos. "

2. Manutenção e conservação de rodovias
"É inadmissível que uma região com alto IDH, industrializada, tenha que fazer peregrinações ao Governo do Estado para pedir por simples tapa-buracos. Existe, claro, a falta de recursos, e por isso reiteramos a necessidade das parcerias público-privadas. De nada adianta novas obras se não conseguimos manter as existentes, construídas com tanto sacrifício."

3. Modelagem proposta para o setor rodoviário
"O plano estratégico de logística e transporte aponta a necessidade de mais de R$ 30 bilhões, dos quais R$ 25,8 bilhões só em rodovias. Nem o Estado, nem o Governo Federal têm esses recursos. A alternativa é um novo programa de concessões, a parceria com o setor privado para duplicar rodovias e aumentar as terceiras pistas nas estradas estratégicas da região." 

4. Modal ferroviário para a região
"Iremos negociar com o governo federal, o concedente do modal ferroviário, para que a ALL Logística, a empresa que opera as ferrovias, promova os investimentos em terminais e ramais conforme o contrato estabelecido _ e que hoje não é respeitado. Vamos retomar o projeto do trem regional da Serra Gaúcha para o transporte de carga e passageiros." 

5. Recursos para desapropriações para implantação do Aeroporto de Vila Oliva
"A área equivalente a 445 hectares necessária para a construção do Aeroporto Regional de Vila Oliva exige investimentos que o Estado não tem. Estima-se que 30% da produção da Serra poderia ser transportada pelo modal aéreo, movimentando cerca de R$ 20 bilhões/ano. A alternativa é uma parceria público-privada. Vamos investir nessa possibilidade." 

6. Melhorias no Aeroporto Hugo Cantergiani
"O atual aeroporto de Caxias, segundo maior polo gerador de tráfego aéreo do RS, é importante no fluxo de passageiros para a Serra Gaúcha. Precisamos manter a regularidade dos voos e aumentar a oferta para manter a competitividade do turismo e dos negócios na região. Vamos trabalhar junto ao Governo Federal para que o aeroporto siga recebendo investimentos."

7. Implantação da Rodovia da Serra (entre a Rodovia do Parque e a RS-240, em Portão)
"O prolongamento da Rodovia do Parque tem todo o nosso apoio. A Serra é um grande motor da economia do RS e esse novo trecho vital para reduzir o custo de transporte e o deslocamento até a Região Metropolitana. O projeto técnico está estimado em R$ 1 milhão, e a obra, orçada em R$ 1 bilhão. Vamos liderar a luta para incluí-la no orçamento federal."



 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros