O que é permitido e o que você deve levar no dia da eleição - Notícias de Eleições - Política: deputados, prefeitos e mais - Pioneiro
 

Eleições 201805/10/2018 | 10h04Atualizada em 05/10/2018 | 15h55

O que é permitido e o que você deve levar no dia da eleição

Não deixe para separar os documentos necessários e verificar a seção eleitoral na última hora 

O que é permitido e o que você deve levar no dia da eleição Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

No domingo, os brasileiros irão às urnas para eleger deputado federal, deputado estadual, senadores, governador e presidente da República. É uma lista longa, o que exigirá atenção dos eleitores. Levar uma colinha não é somente permitido como incentivado pela Justiça Eleitoral. Com os números em mãos, fica mais fácil votar. 

Leia mais
A poucos dias das eleições, entenda como a urna eletrônica funciona e saiba por que é segura

Nesta quinta-feira, durante 40 minutos, o chefe da 169ª Zona Eleitoral, Edson Borowski, respondeu a perguntas da reportagem e de leitores em uma transmissão ao vivo no Facebook. A importância de se planejar para a votação foi ressaltada por ele: 

— O que apelamos ao eleitor é que se prepare para esse dia. Separe os seus documentos, verifique seu local de votação e leve a sua cola.

Documento com foto, aliás, é obrigatório. O título não é, mas auxilia na identificação do eleitor, já que tem os dados dele. Quem quiser, pode baixar o aplicativo e-Título, a versão digital do título de papel. O celular, aliás, é permitido, mas somente para mostrar o e-Título para os mesários. Na cabine, não pode usar. 

Quem não puder votar no domingo, deve justificar o voto em qualquer seção eleitoral ou até 60 dias após o pleito pela internet. Não votar no primeiro turno não inviabiliza o voto no segundo turno. Cada turno é considerado uma eleição diferente. Quem não votou na última eleição, deve consultar sua situação no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). 

Cuidado com os boatos

São muitas as informações suspeitas que circulam pelas redes sociais. A última é de que se eleitor votar apenas para presidente e em branco ou nulo nos outros cargos, seu voto para presidente será anulado. É mentira. Borowski explica que a urna computa, sim, o voto. 

— Vai começar com deputado federal. Se você não quiser escolher um deputado federal, tem a opção de anular ou votar em branco. A urna vai registrar, sim, seu voto para presidente. Se nos primeiros cinco, votei branco ou nulo, o sexto voto vai ser computado.

Ao receber qualquer mensagem suspeita, a orientação é acessar os sites da Justiça Eleitoral para esclarecer. 

Sigilo garante que o eleitor vote sem pressão

Você já deve ter ouvido que o voto é secreto. É verdade. A Constituição estabelece o sigilo. Por isso, a urna não emite nenhum comprovante de votação. A impressão de um comprovante poderia comprometer o sigilo do voto. 

O eleitor tem o direito de votar e não precisa mostrar para ninguém em quem votou. Conforme Borowski, a "falsa polêmica" do voto impresso trouxe uma desinformação. Os eleitores acharam que levariam para casa o voto.

— O sigilo é algo que devemos valorizar justamente para evitar que sejamos pressionados por um empresário, por um candidato para comprovar que votei nele. O sigilo garante que o eleitor pode votar com toda tranquilidade, sem pressão. 

Assista à entrevista com Edson Borowski: 

TIRE SUAS DÚVIDAS

>> O que levar no dia da votação?
É obrigatório levar documento com foto.

>> Preciso levar título eleitoral?
Não, mas ajuda porque nele constam os dados do eleitor. 

>> O que é o e-Título?
É a versão digital do título de eleitor. Nele, constam as mesmas informações do documento de papel. O aplicativo pode ser baixado no celular e apresentado no dia da votação. 

>> Posso usar celular no momento do voto?
Não. O eleitor não pode utilizar o celular enquanto estiver votando. Não pode, por exemplo, filmar, tirar selfie. Se descumprir, pode ser multado em até R$ 15 mil. 

>> Posso usar camiseta ou algum outro material do meu candidato?
Adesivo ou botom, sim. Camisetas estão proibidas.

>> Eleitores com algum tipo de dificuldade podem  levar alguém para auxiliá-los?
Sim. O eleitor deve solicitar aos mesários e o acompanhante deve ter mais de 18 anos. Ele deverá apresentar documento e ficará registrado em ata.

>> Qual é a ordem de votação?
Deputado federal, deputado estadual, senador 1, senador 2, governador e presidente. 

>> Posso votar duas vezes no mesmo candidato a senador?
Não. Se tentar votar no mesmo número na segunda opção, o voto será anulado. 

>> Não poderei votar. O que devo fazer?
Procurar qualquer seção eleitoral para justificar o voto. Se não conseguir justificar no dia, tem até 60 dias após a eleição para justificar pela internet. 

>> O que acontece se eu não justificar?
Se não justificar, o eleitor fica sem comprovante de quitação eleitoral. A quitação é exigida, por exemplo, para emissão de passaporte. A situação pode ser regularizado pagando uma multa, que tem valor definido pelo juiz eleitoral. O valor varia de R$ 3,51 a R$ 35,10. Em Caxias, está estipulado o valor mínimo para cada turno.  

>> Posso votar no segundo turno, mesmo  não tendo votado no primeiro?
Sim.

>> Não votei na última eleição. Posso votar nessa?
É preciso consultar a situação no site do Tribunal Superior Eleitoral. 

>> Votos brancos e nulos interferem no resultado?
Não, eles não são considerados votos válidos. 

>> Se eu votar em apenas um cargo e em branco ou nulo nos outros, meu voto será anulado?
Não. O voto será considerado.

>> O boletim de urna pode ser fotografado?
Sim. A Justiça Eleitoral, inclusive, disponibiliza o aplicativo BU na mão, que lê o QRCode que consta no boletim de urna. 

>> A partir de que idade o voto é obrigatório?
18. Para jovens com 16, o voto é facultativo. 

>> Até que idade o voto é obrigatório?
Até os 70 anos. Depois ele é facultativo. 

>> Presos votam?
Pessoas com condenação transitada em julgado não, porque elas têm os direitos políticos suspensos. Eleitores presos preventivamente ou provisoriamente, votam. 

Leia mais
Regime de Recuperação Fiscal no centro do debate eleitoral
Conheça as propostas de Vera Lúcia, candidata do PSTU a presidente
8 temas para Henrique Meirelles, candidato a presidente pelo MDB

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros