Nove urnas são substituídas neste domingo em Caxias - Notícias de Eleições - Política: deputados, prefeitos e mais - Pioneiro
 

Eleições 201807/10/2018 | 10h22Atualizada em 07/10/2018 | 11h43

Nove urnas são substituídas neste domingo em Caxias

Até o meio da manhã, apenas uma ocorrência eleitoral foi registrada na cidade

Nove urnas são substituídas neste domingo em Caxias Raquel Fronza / Agência RBS/Agência RBS
Foto: Raquel Fronza / Agência RBS / Agência RBS

O domingo de votações começou sem imprevistos registrados em Caxias do Sul. Nove é o número de urnas trocadas só neste domingo de manhã, segundo o chefe de Cartório da 136ª Zona Eleitoral, Vicente Cadore. Cinco urnas foram trocadas na zona 16: uma na igreja do bairro Desvio Rizzo, uma no Colégio La Salle Carmo, duas no Colégio São Carlos e outra na Escola Estadual de Ensino Médio São Caetano.

As outras quatro trocas ocorreram na zona 169, na Escola Municipal Alfredo Belizário Peteffi, salão do bairro Diamantino, Escola Municipal de Ensino Fundamental São Vitor e Escola Municipal Atiliano Pinguelo.

Eleitores chegam até as 1.088 urnas distribuídas por toda a cidade e, até as 17h, devem escolher representantes para os cargos de deputado federal e estadual, senador, governador do RS e presidente da República.

Até as 10h, apenas uma ocorrência havia sido registrada na cidade. No Instituto Cristóvão de Mendoza, maior colégio eleitoral de Caxias, a Brigada Militar (BM) precisou atender a um tumulto envolvendo eleitores de dois candidatos a presidente. Além da BM, advogados dos dois partidos envolvidos também estiveram no local. Ninguém foi preso.

Fabiana Simonaggio, diretora da instituição, também chamou a atenção para a pouca quantidade de santinhos espalhados pelo chão do local neste ano.

— Notamos que logo cedo haviam santinhos de políticos na calçada. Logo foi feita a limpeza e agora não há santinhos espalhados por aqui.

No sábado, três urnas precisaram ser substituídas pela Justiça Eleitoral de Caxias do Sul: nas seções 16, 136 e 169. O número é considerado baixo pelo volume de equipamentos necessários na cidade.

O município também foi sorteado para participar de uma auditoria das urnas em duas seções: na seção 191, na Escola Dona Hercilia Petry, do bairro Ana Rech, e na Escola Ester Benvenuti, do bairro Fátima. Segundo o chefe da 169ª Zona Eleitoral, Edson Borowski, a auditoria ocorreu no início da manhã, e as duas urnas passaram pelo teste. Ao todo, 12 urnas foram auditadas pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul (TRE-RS), e a ação teve a presença de representantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e do Ministério Público (MP).

O objetivo desse trabalho é oferecer aos cidadãos mais transparência do processo, e a garantia do processo eleitoral sem qualquer interferência.É possível votar até 17h. Como o número de candidatos para votação é longo, levar uma colinha não é somente permitido como incentivado pela Justiça Eleitoral. Com os números em mãos, fica mais fácil votar. 

Na região
O domingo de eleições também é tranquilo nas principais cidades da Serra. Até o meio da manhã, foram identificados alguns problemas técnicos em urnas das cidades de Gramado, São Francisco de Paula e Vacaria. Em Carlos Barbosa, quatro urnas tiveram que ser substituídas e, em Nova Prata, foram duas urnas substituídas. Em Farroupilha, pelo menos cinco mesários não compareceram e tiveram de ser substituídos. Durante a manhã, a movimentação foi grande nos colégios eleitorais da cidade. A espera é de uma hora na fila, em média.

Leia também
Rigotto vota em Caxias do Sul e critica legislação eleitoral 


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros