Mirante: manifesto propõe "Alcirina", união em prol de Ciro Gomes - Notícias de Eleições - Política: deputados, prefeitos e mais - Pioneiro
 

Eleições 201804/10/2018 | 06h31Atualizada em 04/10/2018 | 14h00

Mirante: manifesto propõe "Alcirina", união em prol de Ciro Gomes

Intenção é de que Alckmin e Marina direcionem seus votos ao pedetista

Mirante: manifesto propõe "Alcirina", união em prol de Ciro Gomes Facebook/Reprodução
Ciro disse que aceitaria o apoio dos adversários Foto: Facebook / Reprodução

Um manifesto virtual surgiu para pressionar os candidatos à Presidência Geraldo Alckmin (PSDB), Ciro Gomes (PDT) e Marina Silva (Rede) a unificarem seus votos, sinalizando aos seus eleitores que votem no candidato escolhido. O abaixo-assinado, denominado Um apelo à chapa #Alcirina – Ciro, Marina e Alckmin, formado pelo nome dos três e publicado no site change.org, propõe Ciro como representante. 

"Pela conjuntura atual, sugerimos que esse candidato seja Ciro Gomes (PDT), o candidato dentre vocês que está mais bem colocado na pesquisa, conta com menor rejeição e ganha tanto de (Jair) Bolsonaro quanto de (Fernando) Haddad com folga. Em troca, pedimos que Ciro incorpore pontos das propostas de Marina Silva (Rede) e Geraldo Alckmin (PSDB), garantindo também que ambos partidos tenham uma posição de destaque em seu governo. No entanto, entendemos que, mais importante do que quem será o candidato, é a união dos senhores e da senhora na reta final das eleições", diz a mensagem aos três.

O texto, que não tem assinatura, inicia dizendo que "tempos extraordinários demandam medidas extraordinárias. Hoje, o Brasil caminha para um cenário de segundo turno no qual ninguém sairá vencedor".

A pesquisa do Datafolha de terça (2), em comparação com levantamento anterior do instituto, apontou crescimento de quatro pontos de Bolsonaro (PSL) e queda de um ponto de Haddad (PT): 32% x 21%. Pelo Ibope desta quarta-feira (3), Bolsonaro subiu um ponto e Haddad, dois: 32% x 23%.

Ciro afirmou que aceitaria o apoio de outros rivais na disputa para tentar chegar ao segundo turno, óbvio. Mas afirmou que seria uma "indelicadeza" partir dele este movimento. O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) também já publicou carta aos eleitores pedindo a união dos candidatos, mas em prol de Alckmin. Não vingou. 

Terceira via

O manifesto diz que "aqueles que mais se opõem ao PT são justamente os que, inadvertidamente, estão colaborando diretamente para a vitória do partido no segundo turno... Juntos, os senhores e a senhora somam votos para oferecerem uma terceira via no segundo turno das eleições".

Leia também
Sartori faz campanha na região nesta quinta-feira
Justiça trabalhista veta dono da Havan de influenciar voto de funcionários
Mirante: confusão em torno do Postão 24 Horas em Caxias
Três questões para Paulo Paim, candidato ao Senado pelo PT
Oito temas para Geraldo Alckmin, candidato a presidente da República pelo PSDB 

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros