Mirante: decisão de apoio em eventual 2º turno para presidente será coletiva, diz Sartori - Notícias de Eleições - Política: deputados, prefeitos e mais - Pioneiro
 

Eleições 201805/10/2018 | 11h53Atualizada em 05/10/2018 | 11h53

Mirante: decisão de apoio em eventual 2º turno para presidente será coletiva, diz Sartori

Em Caxias, governador disse que decisão será tomada independente do gosto ou não da sociedade ou dos membros do partido

Mirante: decisão de apoio em eventual 2º turno para presidente será coletiva, diz Sartori Sandro Henrique Clamer/Divulgação
Sartori, ao lado de Fogaça, Mauro, Búrigo e Périco fizeram campanha em Caxias na reta final da eleição Foto: Sandro Henrique Clamer / Divulgação

O governador José Ivo Sartori (MDB) e candidato à reeleição, em campanha na quinta-feira (4) pela Serra, esteve em visita ao Pioneiro e disse que, em um eventual segundo turno nas eleições presidenciais, a posição da chapa que encabeça será tomada de forma coletiva, ainda domingo, quando estiverem concluídos os resultados.

— Nossa posição não será tomada nem pelo governador, nem pelo vice-governador, ela será tomada pelo conjunto dos partidos, se possível ainda quando concluir as eleições domingo, com os resultados estaduais e federais, deve tomar uma posição coletiva, mesmo que não seja unânime. Deverá ser tomada independentemente do gosto ou não da sociedade ou de nós todos. E nós esperamos que seja quem for o presidente, que tenha as portas abertas para a gente continuar as negociações que estamos fazendo — disse.

Leia mais
O que pensam os candidatos ao governo do Estado sobre infraestrutura e logística na Serra
11 temas para José Ivo Sartori, candidato ao governo do RS

Antes, ele fez questão de dizer que estão preocupados única e exclusivamente, neste momento, com a eleição do Rio Grande do Sul. 

— Nós do MDB, que eu represento também como participante de uma coligação, mesmo que seja de nove partidos e de posições diferentes internamente, temos um candidato a presidente e um candidato a vice-presidente.

E elogiou Henrique Meirelles, dizendo que é um grande candidato, sério, que tem na cabeça a economia e que, ao lado dele, tem um cidadão que foi governador do Rio Grande do Sul (Germano Rigotto).

"Não olho pesquisa"

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL 04/10/2018O Candidato a reelição ao governo do estado do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori em entrevista no Jornal Pioneiro. (Felipe Nyland/Agência RBS)
Governador esteve no Pioneiro nesta quinta-feira (4)Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

Especificamente sobre a expectativa envolvendo sua candidatura, Sartori respondeu:

— A melhor pesquisa que existe é aquela do voto na urna. Eu não olho pesquisa, não vejo nem os programas de televisão para não me contaminar, vou fazendo o meu serviço. A única coisa que não deixei de fazer é cuidar do governo por causa da eleição, e tomar atitude também.

Questionado se tem visto o prefeito Daniel Guerra (PRB), Sartori disse: Pelo jornal, sim.

O candidato não deixou de dar a tradicional passada no Bar 13, ao lado do candidato ao Senado, José Fogaça (MDB), e dos candidatos do partido a deputado estadual e a federal, Carlos Búrigo e Mauro Pereira, e do presidente do MDB de Caxias, vereador Paulo Périco.

Eleição estranha

Sartori disse que nunca esteve numa eleição que fosse tão estranha para o mundo do eleitor, para o mundo da consciência humana e para o mundo das pessoas que realmente queriam escolher. Destacou que é uma eleição totalmente diferente, com uma legislação que ninguém entendeu até agora.

Outro aspecto salientado é de que o corpo a corpo tem menos valor do que é feito nas redes sociais. Ele ainda se referiu às fake news, classificando-as como "uma coisa pecaminosa, que a gente tem que abominar, que permite desconstituir pessoas, entidades, organizações."

Para Sartori, é inadiável ao país e extremamente necessária uma reforma política eleitoral e de todo o sistema partidário.

— Não dá mais para conviver com quase 40 partidos oficiais e outros quase 40 que estão aguardando a oportunidade de se tornarem oficiais.

Leia também
Saiba o que é permitido e o que você deve levar no dia da eleição



 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros