O que pensa Roberto Robaina sobre o desenvolvimento na Serra - Notícias de Eleições - Política: deputados, prefeitos e mais - Pioneiro
 

Eleições 201829/09/2018 | 07h00Atualizada em 30/09/2018 | 13h22

O que pensa Roberto Robaina sobre o desenvolvimento na Serra

Candidato do PSOL ao Piratini responde a 8 demandas do Pioneiro

O que pensa Roberto Robaina sobre o desenvolvimento na Serra Lauro Alves/Agencia RBS
Foto: Lauro Alves / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

No dia 19 de setembro, o Pioneiro publicou a terceira reportagem da série A Serra Precisa, com as principais demandas regionais para os candidatos a governador. O terceiro tema foi desenvolvimento.

A partir do contato da reportagem com a realidade regional e o depoimento de fontes protagonistas e especializadas na área, foram listadas 8 demandas da região. Elas foram submetidas aos candidatos a governador, que enviaram ao Pioneiro a visão que têm sobre cada um dos itens e o que pode ser feito, caso eleito.

As outras quatro reportagens da série A Serra Precisa abordam os temas Educação, Saúde, Segurança e Infraestrutura.

Confira o que pensa o candidato Roberto Robaina (PSOL):

1. Fortalecimento e criação de parques tecnológicos
"Nossa aposta para fomentar o desenvolvimento está na dinamização da economia, com investimento em educação para fazer do Estado uma referência na área. Para a criação de parques tecnológicos é preciso atuar em parceria com as universidades e a Serra conta com diversas instituições de referência que podem ser parceiras na atração de empresas de tecnologia."

2. Criação de APLs intensivos em tecnologia e em segmentos tradicionais
"Para a criação de Arranjos Produtivos Locais é fundamental apostar na inteligência da região. A articulação com as universidades tem um papel definidor junto às empresas e à comunidade empreendedora local. Nosso governo vai apostar na inovação e no direcionamento dos incentivos como forma de indução ao desenvolvimento regional e de novos negócios."

3. Criação de APLs em segmentos tradicionais e fortalecimento de APLs já existentes
"A partir do diálogo com os diversos setores vamos identificar a melhor política para fortalecimento de APLs e também fomentar a formação de novos. O Estado tem papel importante e deve estar no protagonismo desta articulação que deve beneficiar, em especial, aqueles com hoje menos oportunidades. Nossa política de incentivos terá essa orientação."

4. Linhas de financiamento para micro e pequena empresa
"Este é o centro da nossa política de crédito. As micro e pequenas empresas são as verdadeiras geradoras de emprego e renda no Estado. Para fomentar esta política, o Banrisul terá como prioridade a maior oferta de crédito e de taxas reduzidas de juros para os setores que comprovadamente gerem emprego e desenvolvam as suas comunidades."

5. Criação e fortalecimento de agroindústrias
"O Estado tem hoje uma política que incentiva a desindustrialização e a primarização da produção, especialmente com a soja. Nossa lógica é oposta. O incentivo à agricultura familiar é parte importante de uma política de industrialização que gera empregos, renda, saúde e inclusão social. Nossa política de incentivos será focada nas pequenas e médias empresas."

6. Incentivo à agricultura familiar
"A política de isenções fiscais e a Lei Kandir estão levando o Estado para o caminho da desindustrialização e da dependência das exportações de soja. Por isso, o incentivo à agropecuária camponesa e familiar, com política de crédito e apoio técnico, são prioridade. No nosso governo, Banrisul e Emater terão como prioridade os produtores familiares."

7. Fortalecimento e diversificação da matriz turística
"Nosso programa de governo vê o turismo como uma área fundamental para o desenvolvimento do Rio Grande do Sul, com um ganho que vai além do aspecto econômico. É uma área importante para promover as potencialidades locais, a inclusão social e preservação ambiental. Teremos linhas de crédito e incentivos específicos para o setor."

8. Programa de modernização
"Somos favoráveis a todos os projetos que tenham como intuito o desenvolvimento local com inclusão, geração de empregos e renda. No caso do Modervitis, passa pelo apoio à agricultura familiar em todos os níveis, o que está em acordo com nossa política de desenvolvimento. Ampliar a competitividade da viticultura é uma forma dos ganhos chegarem a mais pessoas."

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros