O que pensa Miguel Rossetto sobre a saúde na Serra - Notícias de Eleições - Política: deputados, prefeitos e mais - Pioneiro
 

Eleições 201814/09/2018 | 08h00Atualizada em 14/09/2018 | 08h30

O que pensa Miguel Rossetto sobre a saúde na Serra

Candidato do PT ao Piratini responde a 7 demandas do Pioneiro

O que pensa Miguel Rossetto sobre a saúde na Serra Lauro Alves/Agencia RBS
Foto: Lauro Alves / Agencia RBS
Pioneiro

 No dia 04 de setembro, o Pioneiro publicou a segunda reportagem da série A Serra Precisa, com as principais demandas regionais para os candidatos a governador. O segundo tema foi saúde.  

A partir do contato da reportagem com a realidade regional e o depoimento de fontes protagonistas e especializadas na área, foram listadas 7 demandas da região. Elas foram submetidas aos candidatos a governador, que enviaram ao Pioneiro a visão que têm sobre cada um dos itens e o que pode ser feito, caso eleito.

Leia mais
"A primeira medida é pagar em dia", promete Miguel Rossetto, pré-candidato do PT ao governo do RS
O que pensa Miguel Rossetto sobre a educação da Serra

Confira o que pensa o candidato Miguel Rossetto (PT).

 As outras quatro reportagens da série A Serra Precisa abordam os temas Educação, Segurança, Desenvolvimento e Infraestrutura. 

 1. Implantar redes de especialidades para média e alta complexidade  
Miguel Rossetto:
Com a criação dos Centros Regionais de Especialidades, iremos ampliar a oferta de procedimentos de média e alta complexidade com proximidade à população. Iremos ampliar o número de especialistas das mais diversas áreas no SUS para maior agilidade e presteza no atendimento a todas todos os gaúchos.

2. Descentralizar os atendimentos hospitalares de alta e média complexidade  
Miguel Rossetto:
Iremos buscar a revogação da Emenda Constitucional 95 (do teto de gastos públicos) para continuar investindo na saúde dos gaúchos. Os Centros Regionais de Especialidades para consultas, cirurgias e exames são policlínicas que cobrirão as diversas regiões do Estado, aproximando a população da saúde, sem a necessidade de percorrer longas distâncias para ser atendida.

3. Ampliar a oferta de leitos de UTI
Miguel Rossetto: Entre dezembro de 2014 e julho de 2018, foi registrada uma diminuição de 1.443 leitos do SUS no Rio Grande do Sul, segundo o Datasus. Os municípios sofrem com o atraso nos repasses. Temos que mudar esta situação. Iremos estabelecer o cronograma de pagamentos para os municípios, visando a qualificar e ampliar a oferta dos leitos de UTI adulto, UCI e UTI neonatal.

4. Construir e equipar o Hospital Público de Bento Gonçalves
Miguel Rossetto: A construção de novas unidades será discutida em cada região, inclusive com o Orçamento Participativo. As três esferas de governo devem levar em conta esta reivindicação importante da região. Iremos, junto com Lula e Haddad na Presidência (o PT já confirmou Fernando haddad candidato a presidente), trabalhar pela revogação da PEC 95 (teto de gastos), que limita os gastos com a saúde.

5. Concluir a ampliação do Hospital Geral com ala de maternidade
Miguel Rossetto: Todas e todos os gaúchos precisam ter acesso pleno à saúde de qualidade, humanizada, que consiga atender, sem demora, e que resolva os problemas de saúde com uma equipe completa multiprofissional, com médicos e os demais profissionais de saúde. Para isso é necessária a finalização da ampliação do Hospital Geral com a aumento de UTI pediátrica e neonatal.

6- Qualificar a atenção básica e ampliar a oferta de especialistas
Miguel Rossetto: Vou estabelecer o cronograma de pagamentos para os municípios e hospitais, bem como seu cumprimento. Com os recursos em dia, os municípios irão buscar a melhoria da Atenção Básica, articulando e integrando com as demais redes de atenção, com promoção, prevenção e cuidado, avançando na informação e informatização, tornando as regiões mais autossuficientes. 

7- Retomar o cofinanciamento do Estado para hospitais filantrópicos
Miguel Rossetto: Houve abandono do cofinanciamento dos programas de saúde aos municípios, com uma dívida em torno de R$ 500 milhões. Tudo isso preocupa profundamente e atinge a população gaúcha. Iremos elaborar um programa de recuperação e financiamento para os hospitais de pequeno e médio porte do Estado, localizados nas regiões (das coordenadorias regionais) de saúde. 

Leia também:    
Tá no Ar: Alckmin morde e assopra 
Luis Carlos Heinze, candidato ao Senado do PP, anuncia apoio a Bolsonaro

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros