Imigrantes dão o exemplo e vão votar na eleição deste ano em Caxias - Notícias de Eleições - Política: deputados, prefeitos e mais - Pioneiro
 

Eleições 2018 15/09/2018 | 09h00Atualizada em 15/09/2018 | 09h00

Imigrantes dão o exemplo e vão votar na eleição deste ano em Caxias

11 senegaleses e uma taiwanesa, que moram no município, terão o direito do voto  

Imigrantes dão o exemplo e vão votar na eleição deste ano em Caxias Lucas Amorelli/Agencia RBS
Foto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

Abdou Lahat Ndiaye, o Billy, 31 anos, já é conhecido na comunidade caxiense. Foi um dos primeiros senegaleses a se instalar em Caxias, há cerca de oito anos. Fundou a Associação dos Senegaleses em Caxias do Sul e tornou-se referência para os irmãos africanos que chegam na Serra. 

Em fevereiro deste ano, conseguiu naturalizar-se brasileiro. O processo levou cerca de dois anos. Precisou comprovar que tinha autorização para residir no Brasil, que estava no país há, no mínimo, quatro anos, que sabia falar português e que não tinha condenação penal _ exigências previstas para a concessão da naturalização ordinária, uma das modalidades oferecidas. 

Com a nova condição, passou a ter as mesmas obrigações de um brasileiro nato, inclusive votar. Billy tirou o título em março e se prepara para sua primeira eleição no Brasil. Sem planos de voltar a viver no Senegal, ele acredita ser importante participar da escolha dos representantes brasileiros. 

— Tudo o que vai acontecer na nossa vida vai ser aqui — resume. 

Em quem votar é uma decisão difícil, segundo Billy. Para ajudar, tem lido sobre as propostas e acompanhado alguns debates. Candidatos com propostas voltadas aos migrantes saem na frente na preferência, mas não basta. Billy quer eleger um político que pense no bem de todos os brasileiros. 

— O Brasil está num momento muito difícil, a gente acompanha a falta de saúde, educação, segurança. A gente não pode fingir que não está no Brasil, não pode fechar os olhos para tudo o que está acontecendo — acredita. 

Segundo Billy, entre 600 e 700 senegaleses moram atualmente em Caxias. Onze deles, naturalizados brasileiros, irão votar na eleição de outubro. 

Entre 2011 e julho de 2018, o Centro de Atendimento ao Migrante (CAM) de Caxias, atendeu a cerca de 5,2 mil migrantes. 

"Quem mora aqui tem responsabilidade"

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 14/09/2018Hsueh Yu Tseng, a Lúcia, é de Taiwan e se naturalizou brasileira. Vai votar na eleição deste ano pela primeira vez. (Lucas Amorelli/Agência RBS)
Foto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

Cansada da agitação de Taiwan, Hsueh Yu Tseng, 48, resolveu migrar para o Brasil há 20 anos. Chegou primeiro no Paraná, passou por Minas Gerais e, em 2006, instalou-se em Caxias. Para facilitar a comunicação, adotou Lúcia como nome. Com o marido, que chegou no país depois, mantém um restaurante de comida vegetariana. O casal tem três filhos brasileiros natos. 

No primeiro semestre deste ano, Lúcia naturalizou-se brasileira. Diferente de Billy, conseguiu a naturalização extraordinária, que é para quem tem autorização de residência, mora no Brasil há 15 anos e não tem condenação penal. Logo tratou de regularizar sua situação com a Justiça Eleitoral _ quem se naturaliza tem o prazo de 30 dias para encaminhar o título de eleitor. 

— Quem mora aqui tem responsabilidade. Quem mora aqui tem de escolher. Tem responsabilidade em tornar o país melhor — entende. 

Como ainda tem dificuldades com o idioma, prefere conversar com os amigos para saber mais dos candidatos em vez de assistir ou ouvir aos programas eleitorais. Para levar seu voto, o político precisa ter boas propostas. 

— E realizar. Não é só falar — acrescenta. 

Lúcia também acredita  e lamenta que falta aos políticos brasileiros pensar mais no coletivo: 

— Precisam deixar de ser egoístas e de só querer benefício para si. 

LEGISLAÇÃO

# A Constituição considera dois tipos de brasileiros: os natos, ou seja, os que nasceram no Brasil, e os naturalizados. 

# A lei não poderá estabelecer distinção entre brasileiros natos e naturalizados. 

#Brasileiros naturalizados têm, portanto, direito ao voto. 

# Brasileiros naturalizados podem, inclusive, concorrer a cargo eletivo, exceto a presidente e vice-presidente da República.

# Naturalizados também não podem ser presidente da Câmara dos Deputados, presidente do Senado e ministro do Supremo Tribunal Federal. 

MODALIDADES DE NATURALIZAÇÃO

# Naturalização ordinária: para quem tem autorização de residência, mora no Brasil há quatro anos, sabe se comunicar em língua portuguesa e não tem condenação penal. 

# Naturalização extraordinária: para quem tem autorização de residência, mora no Brasil há 15 anos e não tem condenação penal.

# Naturalização provisória: para quem fixou residência no Brasil antes de completar 10 anos de idade.

# Transformação de naturalização provisória em definitiva: para quem obteve a naturalização provisória e pretende mantê-la, deve ser solicitada até dois anos após o atingimento da maioridade. 

# Naturalização especial: para quem é casado ou companheiro, há mais de cinco anos, com integrante do Serviço Exterior Brasileiro em atividade ou com pessoa a serviço do Estado brasileiro no exterior.

# Naturalização especial: para quem é ou tenha sido empregado em missão diplomática ou em repartição consular do Brasil por mais de 10 anos ininterruptos. 

Leia também:
Campanha de vacinação contra a pólio e o sarampo termina com meta alcançada em Caxias do Sul
Ministério Público do Trabalho notifica prefeitura de Caxias a seguir com Cerest



 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros