Conheça as propostas de Geraldo Alckmin, candidato a presidente pelo PSDB - Notícias de Eleições - Política: deputados, prefeitos e mais - Pioneiro
 

Eleições 201811/09/2018 | 08h00Atualizada em 20/09/2018 | 13h37

Conheça as propostas de Geraldo Alckmin, candidato a presidente pelo PSDB

Confira o plano de governo do presidenciável 

Conheça as propostas de Geraldo Alckmin, candidato a presidente pelo PSDB Lauro Alves/Agencia RBS
Foto: Lauro Alves / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

O Pioneiro está publicando, em ordem alfabética, os planos de governo dos candidato à Presidência. O programa desta terça-feira é do candidato Geraldo Alckmin (PSDB). A publicação é um resumo das propostas que cada um apresenta nos planos que foram entregues à Justiça Eleitoral. A íntegra está disponível no site do TSE. 

Veja também
As propostas de Eymael
As propostas de Ciro Gomes
As propostas de Álvaro Dias
As propostas de Cabo Daciolo 

Geraldo Alckmin já foi governador de São Paulo e concorre pela segunda vez a presidente — a primeira foi em 2006. Sua candidata a vice é a senadora gaúcha Ana Amélia Lemos (PP). O plano "Um futuro de prosperidade está aberto a todos os brasileiros" é dividido em três tópicos: o Brasil da indignação, o Brasil da solidariedade e o Brasil da esperança.

Confira:

O BRASIL DA INDIGNAÇÃO

:: Promover a reforma política e o voto distrital.
:: Reduzir o número de ministérios e cargos públicos, cortando despesas do Estado, bem como mordomias e privilégios.
:: Criar e desenvolver o Projeto Cidadão: menos regras, menos certidões, mais confiança na idoneidade dos cidadãos e punição para quem fraudar.
:: Eliminar o déficit público em dois anos.
:: Privatizar empresas estatais de maneira criteriosa para liberar recursos para fins socialmente mais úteis e aumentar a eficiência da economia.
:: Simplificar o sistema tributário pela substituição de cinco impostos e contribuições por um único tributo: o Imposto sobre Valor Agregado (IVA).
:: Criar um sistema único de aposentadoria.
:: Reduzir o número de homicídios, engajando Estados e municípios para reduzir a taxa para, pelo menos, 20/100 mil habitantes.
:: Combater o crime organizado e o tráfico de armas e drogas com a integração da inteligência de todas as polícias.
:: Criar a Guarda Nacional como polícia militar federal.
:: Apoiar uma ampla revisão da Lei de Execução Penal para tornar mais difícil a progressão de penas para os infratores que cometeram crimes violentos e que tenham envolvimento com o crime organizado. 

O BRASIL DA ESPERANÇA

:: Abrir a economia e fazer com que o comércio exterior represente 50% do PIB.
:: Dar prioridade aos investimentos em infraestrutura, em parceria com a iniciativa privada.
:: Fortalecer o ensino técnico e tecnológico.
:: Estimular as parcerias entre universidades, empresas e empreendedores para transformar a pesquisa, a ciência, a tecnologia e o conhecimento em vetores do aumento de competitividade.
:: Promover o desenvolvimento da indústria 4.0, da economia criativa e da indústria do conhecimento.
:: Reforçar a liderança do Brasil na agricultura com a transformação do Plano Safra em um plano plurianual para dar previsibilidade às regras da política agrícola e consolidar programas de seguro agrícola e rural.
:: Defender nas relações exteriores valores como a democracia e os direitos humanos, em especial na América do Sul. Os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) servirão como referências no relacionamento externo brasileiro.

O BRASIL DA SOLIDARIEDADE

:: Investir na educação básica de qualidade. Meta é crescer 50 pontos em oito anos no Pisa (Programa Internacional de Avaliação de Alunos).
:: Transformar a carreira do professor numa das mais prestigiadas e desejadas pelos nossos jovens.
:: Incrementar o programa Bolsa Família, aumentando os benefícios para os mais necessitados.
:: Digitalizar dados, implantar um cadastro único dos usuários do SUS e criar um prontuário eletrônico com o histórico médico de cada paciente.
:: Ampliar o Programa Saúde da Família e incorporar a ele mais especialidades.
:: Criar um programa de credenciamento de ambulatórios e hospitais "amigos do idoso".
:: Fomentar ações voltadas à prevenção da gravidez precoce.
:: Atuar na prevenção primária e secundária ao crime nas áreas mais violentas do país, com atenção especial aos jovens, que são sua maior vítima.
:: Estabelecer um pacto nacional para a redução de violência contra idosos, mulheres e LGBTI e incentivar a criação de redes não-governamentais de apoio ao atendimento de vítimas de violência racial e contra tráfico sexual e de crianças.
:: Adotar políticas afirmativas para as populações negra e indígena, garantindo a igualdade de oportunidades.
:: Zelar pelo cumprimento dos dispositivos da Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência e promover sua regulamentação.
:: Garantir que todas as crianças estejam plenamente alfabetizadas até 2027. 

Leia também
Em um minuto: confira os caminhos para destravar a saúde pública na Serra
Ordem dos Advogados do Brasil de Caxias do Sul estimula o voto consciente
Mirante: Prefeito de Caxias do Sul não acompanha decisão nacional partidária à Presidência 


 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros