O que os candidatos a governador disseram sobre segurança no painel em Farroupilha - Notícias de Eleições - Política: deputados, prefeitos e mais - Pioneiro
 

Eleições 201830/08/2018 | 23h12Atualizada em 31/08/2018 | 08h28

O que os candidatos a governador disseram sobre segurança no painel em Farroupilha

Evento organizado pelo Parlamento Regional ocorreu no campus da UCS

O que os candidatos a governador disseram sobre segurança no painel em Farroupilha Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Eduardo Leite (PSDB), Jairo Jorge (PDT), Júlio Flores (PSTU) e Roberto Robaina (PSOL) participaram na noite desta quinta-feira de painel organizado pelo Parlamento Regional, na Universidade de Caxias do Sul, em Farroupilha. Os candidatos apresentaram propostas para as áreas da saúde, educação, segurança, finanças e infraestrutura.

José Ivo Sartori (MDB), Mateus Bandeira (Novo) e Miguel Rossetto (PT) foram convidados, mas não compareceram porque tinham outras agendas no mesmo horário. 

Leia mais
O que os candidatos a governador disseram sobre saúde no painel em Farroupilha
O que os candidatos a governador disseram sobre educação no painel em Farroupilha

O terceiro tema foi segurança. Veja o que eles responderam: 

O que o candidato pensa sobre a privatização dos presídios?
Júlio Flores:
Primeiro lugar somos contrários as privatizações. Temos uma política de segurança pública que propõe a unificação das políticas. Mas a medida mais eficaz no nosso ponto de vista é a discriminalização das drogas.

O que o candidato pensa sobre a descentralização das casas prisionais?
Eduardo Leite:
Precisamos superar esse déficit de vagas que temos no Rio Grande do Sul e qualificar o sistema penitenciário. A construção de presídios de 300 até 400 vagas é fundamental. Vai exigir diálogos com as prefeituras a construção desses novos presídios buscando recursos do Fundo Penitenciário Nacional, mas também em parcerias com o setor privado.

O que fará o candidato para integrar a política de segurança com inteligência e tecnologia para reprimir a criminalidade?
Roberto Robaina:
Primeiro a política de drogas fracassou no Brasil. Para nós a prioridade na segurança pública é o combate a crimes contra à vida. 

Qual a proposta para aumentar o números de policiais?
Jairo Jorge:
Temos que ampliar o efetivo de forma progressiva, no mínimo 500 homens a cada semestre para incorporar com capacitação. Para fazer isso é preciso o incremento na arrecadação. Estou propondo a RS Investimentos, vamos repassar todas as áreas públicas abandonadas e converter em dividendos para construir presídios e investir na segurança.

>> SIGA NA MATÉRIA: o que os candidatos a governador disseram sobre saúde no painel em Farroupilha

Leia também:
Horário eleitoral em rádio e tevê começa nesta sexta-feira
Cachorros são recuperados em ação da Polícia Civil, em Caxias




 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros