Mais de 180 explosivos são apreendidos em empresa de Caxias do Sul - Polícia - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Perigo29/10/2020 | 18h57Atualizada em 29/10/2020 | 18h57

Mais de 180 explosivos são apreendidos em empresa de Caxias do Sul

Os artefatos foram encontrados escondidos durante fiscalização da Brigada Militar e do Exército na tarde desta quinta-feira (29)

Mais de 180 explosivos são apreendidos em empresa de Caxias do Sul Jackson Cardoso/Divulgação
Foram encontrados cerca de 50 quilos de emulsão explosiva Foto: Jackson Cardoso / Divulgação

Uma operação de fiscalização do Exército Brasileiro com o apoio da Brigada Militar apreendeu na tarde desta quinta-feira (29) cerca de 50 quilos de explosivos na Zona Norte de Caxias do Sul. Durante a fiscalização que ocorreu em uma empresa localizada na Rua Jacob Luchesi, no bairro Santa Catarina, foram encontrados 185 cartuchos de emulsão explosiva escondidos embaixo de pilhas de tijolos.

Leia mais
Dupla é presa após ser flagrada com carro roubado, drogas e arma em Caxias do Sul
Casal encontra granada durante mudança de móveis no interior de Caxias do Sul
Ação da Brigada Militar prende três pessoas com porções de drogas em Farroupilha

O local foi isolado até a chegada do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) de Porto Alegre, que realizou a remoção dos explosivos e os destinou para deflagração em um local seguro. O Exército apura se o lote do material armazenado de forma ilegal também apresenta irregularidades.

— Eles estão em um local que coloca em risco a vida dos funcionários e também, a gente não sabe a procedência ainda, mas o que nos preocupa é a possibilidade do desvio de um explosivo desses que caia no mundo do crime — afirma o capitão Jorge Mascarin, comandante da Força Tática do 12° BPM.

De acordo com informações da Brigada Militar, apesar de a empresa apresentar o documento emitido pelo Exército para armazenar, transportar e utilizar material explosivo, não possui instalações do tipo paiol apostiladas para aquele local, e também não apresentou notas fiscais e guias de tráfego que comprovem a origem lícita do material encontrado.

O advogado da empresa e os funcionários foram encaminhados à delegacia para o registro de ocorrência. O proprietário não compareceu ao local.

A operação denominada Héracles contou ainda com a ajuda do Corpo de Bombeiros e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Leia também
Feriadão: confira condições das rodovias entre a Serra e o Litoral Norte
Com venda de biscoitos, Casa Madre Teresa, em Caxias, busca recursos para confecção de fraldas geriátricas
Em pouco mais de um ano, satélites flagram seis áreas desmatadas em Caxias

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros