Após atentado a ponto de tráfico, cinco suspeitos morrem em confronto com a BM em Caxias do Sul - Polícia - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Serra gaúcha14/10/2020 | 06h20Atualizada em 14/10/2020 | 10h20

Após atentado a ponto de tráfico, cinco suspeitos morrem em confronto com a BM em Caxias do Sul

Grupo armado teria vindo de Farroupilha para atacar rivais no bairro Pioneiro

Após atentado a ponto de tráfico, cinco suspeitos morrem em confronto com a BM em Caxias do Sul Andre Fiedler/Agência RBS
Confronto com cinco mortos aconteceu na Rota do Sol, em sentido a Farroupilha Foto: Andre Fiedler / Agência RBS

Cinco suspeitos morreram em confronto com a Brigada Militar (BM) no início da manhã desta quarta-feira (14) em Caxias do Sul. A troca de tiros aconteceu na RS-453 (Rota do Sol), após uma perseguição que iniciou no bairro Pioneiro, onde os criminosos atacaram um ponto de venda de drogas que pertenceria a um grupo rival. Os mortos ainda não foram identificados oficialmente.

Leia mais
BM monitorava região onde ocorreu confronto com cinco mortos em Caxias

Segundo o major Diego Soccol, durante entrevista ao programa Gaúcha Hoje da Rádio Gaúcha, a BM possuía informações sobre uma disputa de territórios para o tráfico de drogas entre facções e que um atentado poderia acontecer no bairro Pioneiro. O relato é que os criminosos viriam de Farroupilha para atacar os rivais. O 4º Batalhão de Choque foi acionado e monitorou a região durante toda a madrugada.

O ataque aconteceu por volta das 4h15min. O alvo foi uma residência da Rua Egídio Antônio Marcarini, que seria utilizada para a venda de drogas. Pelas primeiras informações, não houve feridos nesse ataque. Os atiradores estavam em um Voyage branco, que fugiu para a Rota do Sol.

Houve perseguição em direção a Farroupilha até a curva próxima da chamada Ponte Seca, sobre o arroio Tega, no quilômetro 73, onde os suspeitos desembarcaram. Os policiais foram alvejados a tiros de espingarda e pistola. A reação dos brigadianos levou à morte dos cinco suspeitos.

Cinco suspeitos morreram em confronto com a Brigada Militar (BM) no início da manhã desta quarta-feira (14) em Caxias do Sul. A troca de tiros aconteceu na RS-453 (Rota do Sol), após uma perseguição que iniciou no bairro Pioneiro, onde os criminosos atacaram um ponto de venda de drogas que pertenceria a um grupo rival.<!-- NICAID(14615843) -->
Material apreendido com grupo criminoso após tiroteio na Rota do SolFoto: Andre Fiedler / Agência RBS

Na sequência, um sexto suspeito foi encontrado em um matagal daquela região. Ele usava um colete balístico e portava um revólver .38. O criminoso atirou contra os PMs e foi baleado. Ele estava em uma ribanceira e foi resgatado pelos bombeiros. O suspeito, que não teve a identidade divulgada, foi socorrido pelo Samu e encaminhado para um hospital.

Na ação, foram apreendidos um fuzil calibre 5,56, uma pistola 9mm, duas pistolas calibre .380, dois revólveres .38, dois coletes balísticos e rádios na frequência da BM. Nenhum policial militar ficou ferido no confronto.

O trânsito da RS-453 ficou bloqueado nas duas pistas no sentido BR-116-Farroupilha e foi liberado às 8h. Os bombeiros realizaram a lavagem da pista.

Trabalho de inteligência combate grupos de matadores do crime organizado

A ação policial desta manhã é uma consequência de uma nova disputa entre lideranças do crime organizado, que foi apontado como a explicação para os diversos tiroteios com dois mortos e quatro baleados na semana passada. O ponto central dos ataques estava no bairro Euzébio Beltrão de Queiroz, aterrorizando os moradores.

O aumento desta violência fez a polícia buscar pelos "matadores" da facção. São grupos de jovens cooptados e armados para fazer estas execuções a mando de lideranças do tráfico de drogas que já estão recolhidos em cadeias, mas ainda tem acesso a celulares. A forma de prevenir estes homicídios é pela prisão ou confronto com estes grupos criminoso.

Esta forma de agir do crime organizado já é conhecida 2016. Em 16 de outubro daquele ano, um casal foi executado com mais de 40 tiros no bairro Planalto. A BM localizou o HB20 dos suspeitos e houve perseguição até a Vila Ipiranga, onde um confronto aconteceu em uma escadaria. Quatro criminosos com idades entre 19 e 34 anos morreram no local. Um quinto suspeito foi preso em flagrante. Dois anos depois, ele foi condenado a 36 anos de prisão pelo duplo homicídio e por atirar contra os PMs.

Outro confronto com esta quantidade de mortes aconteceu em novembro de 2017. Na ocasião, a BM realizava uma incursão de combate ao tráfico de drogas no bairro Primeiro de Maio quando aconteceu a troca de tiros. Quatro criminosos entre 19 e 23 anos morreram no confronto. Sete armas de fogo foram apreendidas naquela ação.

Desde 2016, 56 suspeitos morreram em confronto com policiais em Caxias do Sul.

Leia também
Prefeitura de Caxias do Sul aponta que 9.358 moradores já contraíram o coronavírus
Bento Gonçalves registra mais duas mortes por complicações do coronavírus
Caxias do Sul tem a menor média de assaltos desde 2002

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros