Com mais duas mortes, Garibaldi tem mais assassinatos em 2020 do que em todo o ano passado - Polícia - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Polícia28/09/2020 | 07h59Atualizada em 28/09/2020 | 11h30

Com mais duas mortes, Garibaldi tem mais assassinatos em 2020 do que em todo o ano passado

Final de semana teve dois homicídios em um intervalo de 28 horas

Dois homens foram assassinados em um intervalo de 28 horas no bairro Fenachamp, em Garibaldi. O primeiro homicídio foi registrado por volta da 1h de domingo (27) na Rua Manoel da Silva Acauan. Já a morte desta segunda-feira (28), às 5h, ocorreu na Rua da Reconstrução. 

De acordo com a Brigada Militar (BM), a vítima do primeiro caso é Evandro Antônio Brixner, 37 anos. De acordo com a polícia, dois criminosos chegaram na casa do homem e chamaram por uma pessoa. Brixner  saiu e disse que não conhecia quem eles procuravam. Nesse momento, foi baleado pela dupla. 

No crime mais recente, Anderson Oliveira, 19, foi executado com tiros de uma espingarda calibre .12. Os assassinos fugiram utilizando um carro, mas não foi possível identificar o modelo ou cor.

Com estes dois assassinatos em um período de 28 horas, Garibaldi contabiliza sete mortes por violência em 2020. O número já é maior que o registrado em todo o ano passado, quando foram cinco assassinatos na cidade.

— Nos outros cinco (homicídios de 2020), o que vimos é a ligação com o tráfico. Estes, ainda é muito cedo, não posso antecipar. Estamos fazendo um trabalho de investigação mais elaborado, mas, sim, podemos dizer que mudou o perfil da criminalidade (na cidade) nos últimos anos em razão do tráfico, e, consequentemente, mudaram as formas de atuação da polícia — aponta o delegado Clóvis de Souza.

Leia também
Operação apreende drogas, armas e resulta em três prisões no município de Jaquirana 
Identificado homem morto a tiros no bairro Jardelino Ramos em Caxias
Órgãos de segurança seguem com blitze em Caxias para evitar aglomerações


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros