36º BPM de Farroupilha celebra aniversário com entrega de medalhas e comendas - Polícia - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Brigada Militar27/07/2020 | 07h10Atualizada em 27/07/2020 | 07h10

36º BPM de Farroupilha celebra aniversário com entrega de medalhas e comendas

Batalhão é responsável por 140 mil pessoas em seis municípios da região

36º BPM de Farroupilha celebra aniversário com entrega de medalhas e comendas Brigada Militar/Divulgação
Foto: Brigada Militar / Divulgação
Pioneiro
Pioneiro

O 36º Batalhão de Polícia Militar (36º BPM) completa 14 anos nesta segunda-feira (27) e para marcar o aniversário está prevista a entrega de medalhas de honra ao mérito a 26 policiais militares e comenda a militares e civis que tenham contribuído na trajetória da unidade. Devido à pandemia, a solenidade das medalhas e da Comenda do 36º BPM ocorrerá em outra data a ser confirmada.

Com sede em Farroupilha, o batalhão também tem responsabilidade territorial sobre os municípios de Antônio Prado, Flores da Cunha, Nova Pádua, Nova Roma do Sul e São Marcos. A tropa zela por uma população estimada em 140 mil pessoas. O 36º BPM é liderado pelo tenente-coronel Lucio Henrique de Castilhos Alencastro.

O policiamento em Farroupilha se iniciou como um Grupo Policial Militar e era subordinando ao 10º BPM, de Vacaria. Em 1974, com a ocasião da criação do 12º BPM em Caxias do Sul, a tropa foi reforçada e elevada a 3º Pelotão, sendo vinculada à 3ª Companhia do novo batalhão. A companhia também era responsável por Bento Gonçalves, onde em 2004, foi criado o 36º BPM.

Dois anos depois, foi criado o 3° Batalhão de Policiamento de Áreas Turísticas (3º BPAT), que ficou responsável por Bento Gonçalves e região, e o 36° Batalhão de Policia Militar passou a ter sede em Farroupilha. A decisão era uma resposta ao crescimento populacional e à demanda da comunidade por policiais mais próximos.

Além das ações de segurança, desenvolvidas por meio do Policiamento Comunitário, da Força Tática, da Agência Local de Inteligência e das companhias, o 36º BPM se destaca pelo trabalho social e educativo do Proerd e pelas atuações preventivas da Patrulha Maria da Penha. São atividades que, na visão do subcomandante do batalhão, major Juliano Amaral, ajudaram a reduzir vários índices de criminalidade na área de abrangência da unidade neste ano em relação ao ano passado, como roubos a pedestre e de veículos, e resultaram no aumento nas prisões em flagrantes e apreensões de drogas. 

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros