Preso homem que matou a ex na frente da casa do pai dela, em Vacaria - Polícia - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Feminicídio18/06/2020 | 20h58Atualizada em 18/06/2020 | 20h58

Preso homem que matou a ex na frente da casa do pai dela, em Vacaria

Micael Lima Luz era procurado desde o dia 9 de junho

Preso homem que matou a ex na frente da casa do pai dela, em Vacaria Reprodução/
A agricultora Carine da Silva Santos foi assassinada com uma facada Foto: Reprodução

Procurado desde a semana passada por feminicídio, Micael Lima Luz, 26 anos, se apresentou à Polícia Civil de Vacaria e confessou ter esfaqueado a agricultora Carine da Silva Santos, 28 anos. Acompanhado do seu advogado, ele se apresentou na delegacia na tarde desta quinta-feira (18) e deu a sua versão dos fatos. Luz estava separado de Carine há cinco meses e alega ter ido até a casa dela para visitar a filha de cinco anos, quando aconteceu a desavença.

Leia mais
Agricultora pediu por medidas protetivas 26 horas antes de ser morta pelo ex-marido em Vacaria
Cartilha ensina mulheres a registrarem ocorrência de violência doméstica pela internet

O assassinato aconteceu na tarde do dia 9 de junho, na Rua Theobaldo Borges, cerca de 26 horas depois de Carine ter procurado a Polícia Civil e relatado ameaças de morte feitas pelo ex-marido. O pedido por medidas protetivas foi negado pela juíza de plantão por falta de elementos que evidenciassem a gravidade da ameaça. A agricultora foi esfaqueada em frente à casa do pai, no bairro Cohab, onde tentava pedir ajuda.

Testemunhas reconheceram Luz como o autor do crime e, no mesmo dia, ele passou a ser procurado. A Polícia Civil acredita que estava se aproximando do esconderijo do investigado, que estava com a prisão preventiva decretada, e por isso este optou por se apresentar espontaneamente.

— Ele percebeu que o cerco estava se fechando e por isso veio até a delegacia. Ele confirmou a autoria da facada e que esteve na casa da vítima, alegando que iria verificar a situação da filha (do casal). A alegação é que o atual namorada da vítima estaria na casa e teria avançado nele. (Na versão,) a faca seria deste homem, que (o investigado) conseguiu tomar e saiu correndo atrás do namorado. Ele alega que a Carine teria arremessado uma pedra nele, o que levou a facada. É uma versão que não parece proceder e que não corresponde com nada que as testemunhas relataram — afirma o delegado Vitor Boff.

Após o depoimento, Luz foi encaminhado para o Presídio Estadual de Vacaria. O delegado Boff afirma que inquérito sobre o feminicídio está em fase final e deverá ser encaminhado para o Judiciário na próxima semana.

Leia também
Com pandemia, violência doméstica tem os menores registros dos últimos oito anos
Ação contra o tráfico de drogas apreende mais de R$ 4 mil em Caxias do Sul
Após recomendação do Ministério Público, prefeitura de Caxias detalhará gastos no combate ao coronavírus

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros