Apesar da pandemia, número de roubos cresce em Farroupilha e Vacaria - Polícia - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Indicadores criminais11/06/2020 | 14h26Atualizada em 11/06/2020 | 14h26

Apesar da pandemia, número de roubos cresce em Farroupilha e Vacaria

Ao contrário da tendência estadual, maio teve aumento no número de assaltos nas duas cidades

Os números de crimes continuam reduzindo no Rio Grande do Sul, um efeito das restrições para evitar o contágio de coronavírus. Em Caxias do Sul, onde as medidas estão sendo flexibilizadas, houve um pequeno aumento na comparação com abril. Ainda assim, houve uma redução de 12% nos assaltos e de 30% no furtos de veículos, na comparação com maio do ano passado. No total, foram 137 vítimas a menos de roubos e furtos. Os dados foram divulgados pela Secretaria Estadual de Segurança Pública na quarta-feira (10).

Leia mais
Furtos e roubos caem 40% nas cidades mais populosas da Serra

Em Bento Gonçalves, a redução nos roubos em geral foi de 68%. Foram 22 assaltos em maio do ano passado, contra sete no último mês. A queda também foi expressiva nos registros de furtos, de 90 para 38 delitos.

Farroupilha e Vacaria tiveram reduções nos roubos de veículos, mas os registros de assaltos em geral não seguiram a tendência estadual. No município dos Campos de Cima da Serra, o aumento foi de 63%. Foram 18 assaltos no últimos mês, contra 11 em maio de 2019. Já em Farroupilha, foram cinco roubos a mais — o que representa um crescimento de 50% nas estatísticas.

Por vezes, esses indicadores são elevados pela ação de poucos criminosos. Um exemplo foi apresentado pela Brigada Militar de Farroupilha, após uma prisão no bairro São José  na noite de quarta-feira (10). Segundo o major Juliano Amaral, este suspeito de 22 anos foi reconhecido em fotos por diversas vítimas de roubos a pedestre e estava com mandado de prisão em aberto.

Em todo o Rio Grande do Sul, a diminuição mais expressiva aconteceu nos roubos em geral, com 3 mil registros a menos. Enquanto no quinto mês de 2019 foram contabilizados 6.273 casos, maio passado teve 3.202 roubos — uma queda de 49%.

Entre os furtos, na mesma comparação, a redução foi de 46%, com 5 mil registros a menos — de 10.708 para 5.782. Por se tratar de um crime de menor potencial ofensivo, a SSP não descarta a hipótese de subnotificação. Por isso, as autoridades alertam sobre a importância de efetuar os registros por meio da Delegacia Online — o que evita sair de casa e facilitar o processo.

Alerta sobre estelionatos continua

A exceção aos bons índices da segurança pública continua sendo os estelionatos. No último mês, foram 218 pessoas enganadas por golpistas em Caxias do Sul. O número é 49% maior que em maio do ano passado. Se o ritmo deste início de ano se mantiver, a cidade mais populosa da Serra terminará 2020 com mais de 2 mil vítimas de estelionatos.

O alerta deste mês é ainda maior em Bento Gonçalves, que registrou um crescimento de 67% nos golpes. Em cincos meses de 2020, já foram 203 pessoas enganadas por criminosos. Farroupilha e Vacaria também registraram aumentos, de 14% e 15%, respectivamente.

A Polícia Civil alerta que os golpes são os mais variados, mas que as fraudes em negociações de produtos usados por sites e redes sociais são as que tem feito mais vítimas. No início de maio, a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) desarticulou um grupo que lesou mais de 100 vítimas com falsas compras. Os golpes eram aplicados de dentro das cadeias.

Os golpistas também se aproveitam da pandemia de coronavírus para fazer novas vítimas. São diversos links com promessas falsas espalhados pela internet, que são utilizados para obter dados e doações das vítimas. O alerta principal é sobre o auxílio emergencial disponibilizado pelo governo federal, que só deve ser acessado no site oficial da Caixa Econômica Federal.

Leia também
Oferta de vacina pentavalente não supre demanda da rede pública de Caxias há um ano

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros