Prisão de dupla deve estancar sequência de assassinatos em Caxias do Sul - Polícia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Investigação29/05/2020 | 14h17Atualizada em 29/05/2020 | 14h25

Prisão de dupla deve estancar sequência de assassinatos em Caxias do Sul

Desavença entre criminosos rivais motivou homicídio no Planalto e outras quatro mortes no Euzébio Beltrão de Queiróz

Com a prisão de dois homens, de 23 e 26 anos, a Polícia Civil espera cessar uma rixa entre criminosos que resultou, recentemente, em cinco assassinatos em Caxias do Sul. As prisões aconteceram no bairro Planalto, entre 17h e 20h de quinta-feira (28). A ação se soma com outras três capturas feitas pela Brigada Militar (BM) na manhã de terça-feira (26). A Delegacia de Homicídios afirma que foram presos todos os executores desta série de mortes.

Leia mais
Em busca por autores de duplo homicídio, BM detém trio e apreende quatro armas em Caxias do Sul
Identificados homens mortos a tiros no bairro Marechal Floriano em Caxias do Sul

Segundo o delegado Adriano Linhares, o conflito envolveu criminosos relacionados a facções e roubos de veículos.

— Não chega a ser uma rixa, foi um sujeito que acreditava estar integrado a um grupo criminoso e resolveu "dar uns tiros". Depois aconteceram as represálias. (Aquele ato) foi uma centelha que desencadeou em cinco mortes e outras duas tentativas. Agora estão todos presos — aponta o chefe da Homicídios.

A desavença começou no mês passado. A primeira vítima foi Wagner de Gregori Retamar, 25, morto a tiros em frente a uma escola municipal no bairro Planalto na noite de 24 de abril. Segundo a Polícia Civil, os autores foram os dois suspeitos presos nesta quinta-feira (28).

Enquanto a investigação daquele assassinato prosseguia, a dupla suspeita teria tentado matar outro desafeto no último sábado (23), mas o alvo sobreviveu. Diante deste novo ataque, o grupo criminoso rival também ordenou mortes, desta vez no bairro Euzébio Beltrão de Queiróz. Na madrugada de domingo (24), Alessandro de Castro Valles, 45, e Paulo Dornerio Moreira Ribeiro, 36, foram executados na Rua Henrique Cia. Segundo Linhares, os dois não tinham envolvimento nesta criminalidade organizada, mas estavam próximos a um ponto de venda de drogas e foram alvejados.

Menos de 48 horas depois, o conflito entre grupos criminosos fez novas vítimas. Na noite de segunda-feira (25), Samuel de Oliveira, 29, e Marcelo de Souza Vieira, 32, foram mortos em um beco da Rua José do Patrocínio, também no Euzébio Beltrão de Queiróz. Novamente, de acordo com a Polícia Civil, o alvo era o local de vendas de drogas rival e as vítimas foram atacadas aleatoriamente.

— Foi a tentativa de homicídio (praticada por esses dois presos), que motivou o duplo homicídio no domingo. Depois, eles foram lá e mataram os outros dois (na segunda-feira). Estes quatro mortos eram inocentes. É uma situação absurda. Eram consumidores (de drogas) que estavam na via pública próximo a estas "biqueiras" (como são chamados os locais de venda de drogas). É a miséria moral que envolve este meio — comenta Linhares.

Sobre o duplo homicídio do último domingo (24), o delegado da Homicídios confirma que os suspeitos são os dois adultos e o adolescente capturados pela BM. Com o trio, foram apreendidas quatro armas de fogo que foram enviadas para perícia.

— Estamos fazendo as diligências necessárias e aguardamos o resultado (da balística) para verificar se estas armas foram utilizadas nestes ou em outros crimes. Armas circulam muito rápido entre estes criminosos. A investigação não cessa com as prisões. Queremos saber quem está por trás, se há um mandante (das mortes), alguém que dá suporte e fornece as armas e munições. Queremos dissecar todos os envolvidos, mesmo que já se encontrem dentro de cadeias — afirma Linhares.

Quem tiver informações sobre assassinatos em Caxias do Sul pode denunciar diretamente à Delegacia de Homicídios pelo aplicativo WhatsApp no número (54) 98414-9840. Não é preciso se identificar.

Leia também
Dois são detidos em operação contra tráfico de drogas no bairro Rio Branco em Caxias
"Ainda existe um crescimento avançado", afirma secretário da Saúde de Bento sobre coronavírus
Com isolamento, crianças estão menos doentes em Caxias do Sul

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros