Dois suspeitos morrem em tiroteio com a BM no interior de Bento Gonçalves - Polícia - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Confronto15/05/2020 | 18h19Atualizada em 15/05/2020 | 19h07

Dois suspeitos morrem em tiroteio com a BM no interior de Bento Gonçalves

Confronto aconteceu na Linha Veríssimo, horas após um cadáver ter sido encontrado carbonizado

Dois suspeitos armados morreram em confronto com a Brigada Militar (BM) no interior de Bento Gonçalves na tarde desta sexta-feira (15). Segundo o 3º Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas (3º BPAT), a troca de tiros aconteceu durante patrulhamento após um cadáver carbonizado ter sido encontrado na Linha Veríssimo, na região do km 2 da BR-470. Duas armas de fogo e cerca de quatro quilos de maconha foram apreendidos na ação policial.

O corpo carbonizado foi localizado após uma denúncia ao 190, por volta das 6h30min, em uma estrada vicinal próximo ao Rio das Antas. A vítima estava amarrada e apresentava ferimentos por facão na cabeça. Neste registro inicial, não foi possível identificar a vítima. Este é o 10º assassinato registrado no município em 2020.

Esta região da Linha Veríssimo possui um histórico recente de ocorrências, o que inclui a apreensão de cinco armas de uma facção em setembro do ano passado e a tentativa de homicídio contra um motociclista no último sábado (9). Este rapaz fazia trilha com outros seis amigos quando foi baleado. Segundo a BM, ele continua internado em estado grave no hospital.

Com base neste histórico, a BM manteve a sua Força Tática realizando patrulhamento mesmo após a remoção do cadáver carbonizado. Conforme a BM, à tarde, a equipe tentou abordagem a dois suspeitos que desobedeceram ordem de parada e atiraram contra os PMs, que revidaram. Os dois criminosos armados foram atingidos e tombaram. Nenhum policial militar ficou ferido no tiroteio.

De acordo com a Polícia Civil, os mortos são Reni Alves da Silva, 40 anos, e Luis Fernando Zilli, 39 anos. O histórico policial deles inclui crimes de homicídio, tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo, furto e receptação.

— Ambos (suspeitos) possuem extensa ficha criminal. São integrantes de facções criminosas e cada um portava uma arma de fogo. O local é uma ocupação irregular, uma faixa da antiga rede ferroviária que está invadida, e uma organização criminosa se instalou por lá — aponta o delegado plantonista Arthur Reguse.

Os policiais militares relataram ter ouvido dois tiros efetuados pelos suspeitos. Entretanto, no local do confronto, os peritos localizaram um cartucho deflagrado pelas armas dos criminosos. A dupla carregava uma pistola, um revólver e duas mochilas com quatro tabletes de maconha, que tem peso estimado em um quilo por pacote. Próximo a um galinheiro da região, também foi encontrada uma espingarda calibre .36.

Como o confronto aconteceu na região da BR-470, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) prestou apoio a Brigada Militar.

Leia também
Polícia Civil desarticula esquema de telentrega que vendia 80 porções de drogas por dia em Bento Gonçalves
Operação da Brigada Militar prende quatro pessoas e apreende drogas e dinheiro em Caxias
Idoso que morreu por coronavírus em Bento Gonçalves morava em um asilo

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros