Criminoso envolvido em assalto a banco em Dom Feliciano é preso em Flores da Cunha - Polícia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Crime11/05/2020 | 10h26Atualizada em 11/05/2020 | 10h29

Criminoso envolvido em assalto a banco em Dom Feliciano é preso em Flores da Cunha

Prisão ocorreu em um chácara durante mais uma fase da Operação Angico

Criminoso envolvido em assalto a banco em Dom Feliciano é preso em Flores da Cunha Brigada Militar/Divulgação
Foto: Brigada Militar / Divulgação

Um homem de 39 anos que estava sendo procurado pela polícia foi preso pela Brigada Militar, na tarde deste domingo (10), no interior de Flores da Cunha. A prisão ocorreu por volta das 12h de domingo (10) em uma chácara, no Travessão Capela Medianeira. A ação faz parte de mais um desdobramento da "Operação Angico", que visa prevenir crimes de roubo e furto a estabelecimentos bancários.

De acordo com a  BM, ele tem histórico de participação em ocorrências de roubo e furto a estabelecimentos bancários e é considerado de alta periculosidade. Entre as ações em que está envolvido, encontra-se o roubo a agência do Bradesco em Dom Feliciano, no sul do Estado, em 2019, com uso de explosivo e confronto com policiais.

Leia mais
Criminosos atacam agência bancária em Dom Feliciano
Polícia acredita que não há relação entre ataques a bancos na região sul do RS

Na ocasião, em 06 de julho do ano passado, a agência foi alvo de ataque com explosivos por volta da 1h30min, quando criminosos, fortemente armados, explodiram o banco para acessar os caixas eletrônicos e, logo depois, fugiram em um veículo.  O carro foi encontrado abandonado logo depois nas proximidades do município de Amaral Ferrador. Houve confronto com policiais federais e do Bope que estavam nas imediações, com outra situação, em São Lourenço do Sul, onde ocorreu um roubo numa agência de Arroio do Padre.

O carro foi encontrado abandonado logo depois nas proximidades do município de Amaral Ferrador.

Dentro do veículo havia sangue, o que levou os policiais a concluírem que pelo menos um ou dois suspeitos tenham sido feridos durante uma troca de tiros que ocorreu na fuga.

Dez dias depois, duas mulheres morreram e uma criança e um homem ficaram feridos durante abordagem da Polícia Federal (PF) na cidade de Cristal, no sul do Estado. Segundo a corporação, eles estavam em dois veículos que furaram uma barreira montada próximo à estrada que liga o município a Amaral Ferrador, por volta da 1h30min.

Leia mais
Duas mulheres são mortas em barreira da Polícia Federal em Cristal, no sul do RS
Preso em tiroteio em Cristal é encontrado morto em cela da Superintendência da Polícia Federal

Em nota divulgada no dia 17 de julho, a PF informou que agentes do Grupo de Pronta Intervenção (GPI) montaram barreiras no local após receberem informações sobre um grupo que iria tentar resgatar criminosos que atacaram um banco em Dom Feliciano, no dia 6 de julho, e que estão foragidos. Os dois carros não pararam e houve troca de tiros.

As mulheres mortas foram identificas pela Polícia Civil como Aline Schimit Pirola, 25 anos, e Daniela Wizemann, 35 anos, ambas de Lajeado. Foi encontrado e apreendido armamento em um dos veículos.

Leia também
Aquisição de farol de busca possibilita operações noturnas com helicóptero da BM em Caxias
Reinvenção na pandemia: Histórias de quem mudou o foco para seguir no mercado e enfrentar a crise
Três pessoas morrem em acidente na BR-116 em Vacaria

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros