Suspeito de matar idoso em assalto é preso em Caxias - Polícia - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Crime03/03/2020 | 07h46Atualizada em 03/03/2020 | 07h56

Suspeito de matar idoso em assalto é preso em Caxias

Ele não resistiu às agressões e morreu no hospital na última quinta-feira

Suspeito de matar idoso em assalto é preso em Caxias Polícia Civil/Divulgação
Suspeito de matar idoso em assalto é preso temporariamente em Caxias Foto: Polícia Civil / Divulgação

O suspeito de matar o idoso Dorival Varella de Souza, 85 anos, durante um assalto, foi preso pelos agentes da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) de Caxias do Sul nesta segunda-feira (2). Trata-se de um homem de 41 anos, preso na área central da cidade. A prisão temporária aconteceu no final da tarde. O nome do suspeito não foi divulgado pela polícia devido à  lei de abuso de autoridade.

Dorival foi encontrado inconsciente no pátio da casa dele, na Rua Ambrósio Colombo, no bairro Rio Branco, por volta das 6h20min da última quinta-feira (27). Ele saía para trabalhar quando foi abordado por um assaltante encapuzado. O criminoso agrediu brutalmente o idoso e fugiu levando dinheiro e o carro da vítima. Ele foi socorrido e encaminhado inconsciente ao hospital Virvi Ramos. Ele sofreu traumas múltiplos no crânio, face e tórax, e acabou não resistindo aos ferimentos. Souza morreu por volta das 14h45min.

Leia mais
Carro de idoso de 85 anos morto em assalto é encontrado no bairro Desvio Rizzo, em Caxias
Idoso de 85 anos morto em Caxias saía para trabalhar no momento do assalto
Agredido em assalto, idoso morre em Caxias do Sul
Idoso de 85 anos é agredido e tem carro roubado em Caxias 

O carro da vítima foi encontrado no mesmo dia no bairro Desvio Rizzo. De acordo com a Brigada Militar (BM), populares informaram que havia um Renault Scenic abandonado em via pública, por volta das 9h24min, na Avenida dos Girassóis. Os policiais localizaram o veículo aberto, sem chave, sem rádio e com danos. O carro foi removido ao depósito credenciado.

De acordo com informações da Draco, diversos elementos foram juntados e serviram de base para a solicitar a prisão temporária do suspeito ao Poder Judiciário. A prisão tem validade de 30 dias, podendo ser renovada por mais 30, ficando a critério da necessidade da autoridade policial; posteriormente o Delegado Luciano Pereira, responsável pelo caso, também poderá solicitar a conversão em prisão preventiva, que não tem prazo para encerrar. As investigações continuam para esclarecer o crime.

O delegado solicita que toda a informação relevante ao caso seja repassada diretamente pelo número 54-9.8432-9312, canal de denúncias da Draco de Caxias do Sul. É garantido o sigilo.

Relembre o caso

O idoso foi abordado ainda no pátio da moradia, conforme relatos de familiares no começo da manhã de quinta-feira, por volta das 6h20min. Aposentado e viúvo, ele morava sozinho na casa onde viveu por 65 anos. Ele estava indo pegar em uma confeitaria os pastéis que entregava diariamente em lancherias pela cidade.

A Brigada Militar (BM) foi acionada por uma vizinha que presenciou o assalto. Ela relatou à polícia que ouviu disparos de arma de fogo e viu o idoso cair no chão. Logo em seguida, um homem encapuzado entrou no carro da vítima e fugiu com o veículo.

Ao lado do idoso, foi encontrada a sua carteira, aberta e sem dinheiro. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado para atender a vítima. Segundo relato da enfermeira do hospital Virvi Ramos, para onde ele foi encaminhado, o idoso apresentava um ferimento na cabeça que pode ter sido provocado por uma queda. A vítima não apresentava ferimento de perfuração causado por arma de fogo.

Dorival deixa um filho e três filhas: Gilmar, Jocelaine, Jocenir e Márcia, além de oito netos e quatro bisnetos. O velório ocorre na Capela E do Memorial São José, em Caxias. A cerimônia de cremação está marcada para esta sexta, às 14h30min, no Memorial Crematório São José.

Latrocínios em Caxias do Sul

Se confirmado roubo seguido de morte, este será o segundo caso de latrocínio registrado na cidade neste ano. O primeiro foi o assassinato de Jônatan Giacomoni Loreno Rigo, 24 anos. Ele era motorista de aplicativo e foi encontrado morto dentro de um veículo HB20 na Rua Angelina de Estefen de Souza, no loteamento Vale da Esperança, por volta das 22h30min do último dia 13. Dois jovens, de 20 e 21 anos, foram encontrados por policiais em uma casa na Rua Claudiomar da Cruz, entre o loteamento Mariani e o bairro Cidade Nova, horas depois do crime. Eles foram presos em flagrante.

Desde 2016, Caxias do Sul registrou 28 roubos com morte e todos foram esclarecidos, como mostra o Contador da Violência do Pioneiro:

2016: 8
2017: 9
2018: 5
2019: 4

Leia também
Cerca de 1,3 mil pessoas por dia buscam remédios nas farmácias do CES em Caxias do Sul 
Câmara acata processo de impeachment do prefeito em Farroupilha
Serra soma oito casos suspeitos de coronavírus


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros