Preso de Caxias está entre os detentos transferidos do RS para presídio federal - Polícia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

 Megaoperação03/03/2020 | 12h31Atualizada em 03/03/2020 | 13h10

Preso de Caxias está entre os detentos transferidos do RS para presídio federal

Michel de Souza da Silva, o Michelzinho ou Miuk, 33 anos, é o único criminoso da Serra levado para fora do Estado

Preso de Caxias está entre os detentos transferidos do RS para presídio federal SSP / Divulgação/Divulgação
Preso de Caxias está entre os detentos transferidos do RS para presídio federal Foto: SSP / Divulgação / Divulgação

Criminoso que já foi considerado o mais procurado do Rio Grande do Sul, Michel Souza da Silva, 33 anos, o Michelzinho ou Miuk, de Caxias do Sul, é um dos 18 líderes de facções criminosas transferido para penitenciárias federais fora do Estado. A megaoperação foi realizada na manhã desta terça-feira (3). A ofensiva mobilizou cerca de 1,3 mil agentes de segurança.

Leia mais
Criminoso que já foi considerado o mais procurado do RS é condenado em Caxias
Suspeito de sete assassinatos e assaltos presta depoimento em Caxias do Sul
Foragido mais procurado da Serra é preso em Porto Alegre

Os apenados foram removidos da Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (Pasc) e da Penitenciária Estadual Modulada de Charqueadas (PMEC). De helicóptero, foram levados para a Base Aérea de Canoas, de onde partiram em avião da Polícia Federal às 10h20min - o destino de cada detento é mantido em sigilo.

Michelzinho é o único criminoso da Serra levado para fora do Estado.  Ele estava recolhido na Penitenciária Estadual de Caxias do Sul, no Apanhador, e foi transferido para a Pasc, de onde foi levado durante a operação desta terça.

Ele foi preso em abril de 2011 em uma casa do bairro Lami, em Porto Alegre. Com prisões preventivas decretadas por Caxias do Sul e Ipê, o criminoso foi condenado a 65 anos e três meses de prisão. Da pena total, ele já cumpriu sete anos e cinco meses. A previsão para término do cumprimento das sentenças é dezembro de 2077. Michelzinho tem condenações por dois homicídios qualificados, tráfico de drogas, organização criminosa porte ilegal de arma e roubos. 

Leia também
Suspeito de matar idoso em assalto é preso em Caxias
Polícia investiga envolvimento do pai de menino morto em Bento Gonçalves com o tráfico de drogas
Mulher é estuprada e abandonada em matagal em Caxias


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros