'Latrocínio é evidente', afirma delegado sobre morte de motorista de aplicativo em Caxias do Sul - Polícia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Crime14/02/2020 | 08h00Atualizada em 14/02/2020 | 16h38

'Latrocínio é evidente', afirma delegado sobre morte de motorista de aplicativo em Caxias do Sul

Celular de jovem de 24 anos foi levado em abordagem no loteamento Vale da Esperança

CORREÇÃO: O motorista de transporte por aplicativo Jônatan Giacomoni Loreno Rigo foi morto na Rua Angelina de Estefen de Souza, que fica no loteamento Vale da Esperança. Os autores do crime foram presos na Rua Claudiomar da Cruz, entre o loteamento Mariani e o bairro Cidade Nova. A informação incorreta permaneceu publicada entre 8h e 16h26min.

O assassinato de Jônatan Giacomoni Loreno Rigo, 24 anos, morto a tiros na noite desta quinta-feira (13) é o primeiro caso de latrocínio registrado neste ano em Caxias do Sul. Os detalhes do crime ainda são investigados pela Polícia Civil, mas a certeza de que Rigo teve o celular roubado já caracteriza o crime como roubo seguido de morte. Ele foi encontrado morto dentro de um veículo HB20 na Rua Angelina de Estefen de Souza, no loteamento Vale da Esperança, por volta das 22h30min. 

Conforme o titular da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), Luciano Pereira, o jovem havia alugado o carro para atuar como motorista de aplicativo. Ainda não está claro se os criminosos efetuaram uma chamada com solicitação de corrida. 

Leia mais
Motorista de aplicativo é morto a tiros durante assalto em Caxias

- Estamos investigando de que forma aconteceu, mas o latrocínio é evidente. O celular da vítima foi subtraído e localizado junto a arma utilizada, um revólver calibre 38 com numeração raspada - afirma. 

Dois jovens, de 20 e 21 anos, foram encontrados por policiais em uma casa na Rua Claudiomar da Cruz, entre o loteamento Mariani e o bairro Cidade Nova, horas depois do crime. A localização foi possível após colegas da vítima suspeitarem do local em verificação de um aplicativo. Com a chegada dos policiais, por volta da 00h30min desta sexta-feira (14) eles teriam admitido o crime e indicaram onde estavam  a arma e celular da vítima. Eles foram presos em flagrante. 

Latrocínios em Caxias do Sul

Desde 2016, Caxias do Sul registrou 28 roubos com mortes e todos foram esclarecidos, como mostra o Contador da Violência do Pioneiro:

2016: 8
2017: 9
2018: 5
2019: 4

Leia também
Ex-secretário da Saúde de Caxias repete frase usada por adversários
Vinícola Aurora celebra 89 anos
Imóveis usados puxam a retomada do setor em Caxias do Sul

do Sul

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros