Ministério Público denuncia ex-namorado por matar venezuelana com ácido em Caxias - Polícia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Feminicídio17/01/2020 | 10h35

Ministério Público denuncia ex-namorado por matar venezuelana com ácido em Caxias

Ariana Victoria Godoy Figueroa foi assassinada no final do ano passado

Ministério Público denuncia ex-namorado por matar venezuelana com ácido em Caxias Arquivo pessoal / Divulgação/Divulgação
Foto: Arquivo pessoal / Divulgação / Divulgação

O Ministério Público (MP) denunciou nesta quinta-feira (16) por feminicídio o ex-namorado de Ariana Victoria Godoy Figuera, 24 anos, assassinada em Caxias do Sul no final de 2019. Deivis Lobato Braga, 36, confessou à Polícia Civil ter derrubado um produto químico na jovem, mas alegou que foi uma ação involuntária. A perícia apontou que ela foi atingida por ácido fluorídrico, que costuma ser utilizado na produção de defensivos agrícolas e de remédios.

Para o promotor de Justiça Gílson Borguedulff Medeiros, que assina a denúncia, o crime foi cometido por motivo torpe, com meio cruel, com recurso que dificultou a defesa da vítima e devido ao gênero feminino. Ariana, que era natural da Venezuela, foi atacada na porta de casa no bairro Desvio Rizzo pelo ex-companheiro no dia 12 dezembro.

Leia mais
Jovem tem rosto queimado com líquido ácido em Caxias
Ex-namorado confessa ter matado mulher com líquido ácido em Caxias do Sul
Ex-namorado usou ácido fluorídrico para matar venezuelana em Caxias

No entendimento do Ministério Público, Braga não aceitava o término do relacionamento e, por conhecer a rotina da vítima, a aguardou perto da casa dela para cometer o crime. A jovem sofreu queimaduras de terceiro grau no rosto e no tórax. Ela chegou a ser levada para o hospital, mas morreu no dia 13 de dezembro em decorrência dos ferimentos. Apesar de não causar queimaduras muito extensas, o ácido fluorídrico penetra na pele e ataca o cálcio dos ossos. Por ser volátil, a substância pode ser aspirada, o que dificulta o combate aos efeitos que ela causa.

Braga, natural de Roraima, está preso preventivamente no Presídio Regional de Caxias do Sul. A reportagem entrou em contato com o escritório do advogado Ednaldo Gomes Vidal, que representa o denunciado, mas não recebeu retorno até 10h30min desta sexta-feira (17).

Leia também
Motociclista morre em acidente na BR-470, em Vila Flores
Assaltante que trocou tiros com a polícia é preso em Flores da Cunha
Marcopolo México lança o Viaggio 950

 
 
 
 
Pioneiro
Busca