Justiça decreta prisão de ex-marido por feminicídio em Nova Petrópolis - Polícia - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Procurado20/01/2020 | 18h24Atualizada em 20/01/2020 | 18h47

Justiça decreta prisão de ex-marido por feminicídio em Nova Petrópolis

Homem ignorou medida protetiva e preparou emboscada para a ex-companheira

Justiça decreta prisão de ex-marido por feminicídio em Nova Petrópolis Reprodução/
Rosane Marlise Birk Groth foi assassinada quando saía de casa, no distrito de Pinhal Alto Foto: Reprodução

A Justiça de Nova Petrópolis decretou a prisão preventiva de Dirceu Miguel Groth, ex-marido e suspeito do assassinato de Rosane Marlise Birk Groth, 37 anos, na manhã desta segunda-feira (20). O homem deixou seu carro, documentos e celular no local do crime e não foi mais visto. A vítima possuía, desde outubro, uma medida protetiva contra Dirceu.

Leia mais
Mulher é morta a facadas em Nova Petrópolis 

O feminicídio aconteceu na manhã desta segunda-feira (20), quando Rosane saiu de casa dirigindo um Fox prata no distrito de Pinhal Alto. Segundo a Polícia Civil, o veículo foi atingido por um Fiesta vermelho, conduzido pelo ex-marido. Como a vítima se recusou a sair do carro, o Dirceu usou uma marreta para quebrar o vidro da porta. Rosane foi esfaqueada e morreu ainda no banco do motorista.

A hipótese dos policiais é de que o assassino preparou a emboscada para Rosane, mas não esperava que ela estivesse acompanhada. No Fox, também estava uma amiga de Rosane. Ao perceber a testemunha, Dirceu fugiu correndo e levou apenas a faca do crime. O Fiesta, seus documentos e a marreta foram abandonados no local. Foi esta amiga, que  testemunhou o crime, que acionou a polícia.

Até as 18h30min, a Polícia Civil e a Brigada Militar (BM) continuavam mobilizados e em buscas ao locais próximos ao crime e de relação com o procurado.

Dirceu Miguel Groth é procurado por feminicídio em Nova PetrópolisFoto: Reprodução

Vítima tinha acionado a polícia em outubro

Rosane possuía uma medida protetiva contra Dirceu desde o dia 22 de outubro do ano passado, quando procurou a Polícia Civil e relatou uma agressão. O homem foi intimado da medida protetiva no dia 25 de outubro e compareceu na audiência realizada, onde novamente foi advertido. Conforme a ordem judicial, o homem deveria se manter afastado 150 metros da residência do casal, da ex-esposa e do filho do casal.

O processo para medida protetiva teve audiência realizada em 13 de novembro de 2019. A última movimentação aconteceu em 18 de novembro e é aguardada uma manifestação do Ministério Público. O processo por lesões corporais leves (violência doméstica) está para conclusão do juiz desde 27 de novembro.

Leia também
Jovem é encontrado morto em açude em Flores da Cunha
Explosão em posto de gasolina de Caxias do Sul mata uma pessoa
Definida arbitragem para jogos de Caxias e Juventude contra a dupla Gre-Nal


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros