Polícia Federal faz varredura antibomba para garantir segurança de políticos que se reúnem em Bento Gonçalves - Polícia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

 Cúpula do Mercosul04/12/2019 | 10h56Atualizada em 04/12/2019 | 11h34

Polícia Federal faz varredura antibomba para garantir segurança de políticos que se reúnem em Bento Gonçalves

Andares foram isolados e só passa quem tem autorização prévia

Polícia Federal faz varredura antibomba para garantir segurança de políticos que se reúnem em Bento Gonçalves Divulgação Polícia Federal/RS/
Foto: Divulgação Polícia Federal/RS

O Grupo de Bombas e Explosivos da Polícia Federal (PF) realizou, nos últimos dias, uma varredura minuciosa no Hotel Spa do Vinho, no Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves. A operação busca garantir a segurança do presidente da República, Jair Bolsonaro, e dos chefes e ministros de Estado que se reunirão para a Cúpula do Mercosul. O evento começou na segunda (2) e vai até quinta-feira (5).

Leia mais
"Temos praticamente todos os acordos fechados" , diz coordenador nacional do Mercosul
Chanceleres têm chegada prevista até esta quarta-feira em Bento Gonçalves
Preparativos para Cúpula do Mercosul mudam rotina de Vale dos Vinhedos, em Bento
Bento Gonçalves recebe presidentes para a Cúpula do Mercosul nesta semana 
Aeroporto de Caxias do Sul está preparado para receber chefes de Estado na próxima quinta

Os andares onde as autoridades ficarão foram revistados e isolados. Só passa pelos corredores quem tem autorização prévia dos órgãos de segurança. Participam do esquema, além da Polícia Federal (PF), o Gabinete de Segurança Institucional (GSI), o Comando Militar do Sul (CMS) e a Brigada Militar (BM).

Entre as presenças confirmadas, estão o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro; da Argentina, Maurício Macri; e a vice-presidente do Uruguai, Lucía Topolansky. Ministros de Relações Exteriores do Chile, Guiana e Bolívia também estarão no evento. A reunião de ministros está marcada para esta quarta-feira (4), a partir das 14h30min. Já a cúpula dos chefes de Estado ocorre na quinta-feira (5).

O delegado-executivo da PF no Rio Grande do Sul, José Antonio Dornelles de Oliveira, conta que o trabalho de segurança do evento começou em junho.

— Temos o grupo de bombas realizando vistorias, o operacional que irá escoltar os convidados do momento em que chegam ao solo brasileiro até que embarquem no avião para voltar aos seus países, e a equipe de inteligência, que monitora as redes sociais para identificar eventuais ameaças aos políticos que estarão na cidade — explica, ele.

Ainda de acordo com a PF, este é o segundo evento com maior mobilização de policiais federais no Estado, perdendo apenas para a Copa do Mundo de 2014.

— Os locais onde os presidentes estarão são previamente vistoriados com equipamentos eletrônicos, cães farejadores e grupo antibomba_ressalta. 

Chegada dos políticos a Bento Gonçalves

Os aviões que transportam os convidados vão pousar nos aeroportos de Caxias do Sul e Porto Alegre. Os deslocamentos entre os aeroportos e o hotel serão de carro e helicóptero. Nas estradas, haverá escolta. Os trajetos que serão percorridos foram previamente monitorados, com estudo de rotas alternativas. 

Leia também
Festa solidária Natal do Metal vai ajudar menina de 10 anos que luta contra câncer
"Ele chegou em casa dirigindo", conta filha de empresário que estava desaparecido em Veranópolis
Investigado por envolvimento em homicídios é preso com pistola e R$ 6 mil em Caxias 


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros