Ex-namorado confessa ter matado mulher com líquido ácido em Caxias do Sul - Polícia - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Meio cruel13/12/2019 | 15h51Atualizada em 13/12/2019 | 17h15

Ex-namorado confessa ter matado mulher com líquido ácido em Caxias do Sul

Venezuelana Ariana Victoria Godoy Figuera tinha 24 anos

Ex-namorado confessa ter matado mulher com líquido ácido em Caxias do Sul Arquivo pessoal / Divulgação/Divulgação
O principal suspeito do feminicídio da venezuelana Ariana Victoria Godoy Figuera, 24 anos, confessou a autoria à Polícia Civil Foto: Arquivo pessoal / Divulgação / Divulgação
Pioneiro
Pioneiro

O ex-namorado de Ariana Victoria Godoy Figuera, 24 anos, confessou ter matado a venezuelana à Polícia Civil, em Caxias do Sul. Na tarde desta sexta-feira (13), Deivis Lobato Braga, 36 anos, se apresentou na Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (Deam) e relatou que encontrou a ex-companheira na quinta-feira (12) e que teria derrubado sem querer o produto químico em Ariana. O autor confesso, brasileiro, deixou o local em um camburão da Polícia Civil.

Atacada com o que aparentava ser ácido, Ariana morreu no início da manhã desta sexta. O crime aconteceu em frente à casa da vítima, na Rua Cristiano Ramos de Oliveira, no bairro Desvio Rizzo, e foi registrado como homicídio por meio cruel. Ariana deixa um filho de quatro anos e uma filha que completará um ano neste mês. 

Leia mais
Jovem tem rosto queimado com líquido ácido em Caxias
"Dei dois passos, aquilo queimou e eu saí correndo", conta mulher que teve rosto ferido em ataque com ácido em Porto Alegre Justiça nega soltura de homem acusado de ataques com ácido em Porto Alegre 

À polícia, Lobato afirmou não saber qual produto foi jogado contra Ariana. Ele alegou que trabalha na poda de árvores e que o produto era utilizado durante o expediente. O encontro com a vítima, na quinta-feira, segundo o autor, não foi premeditado.

A família da vítima relatou à polícia que Ariana dizia sofrer com um relacionamento abusivo. Lobato e a venezuelana se conheceram em Roraima e ficaram juntos por menos de um ano. O relacionamento terminou em janeiro deste ano. Com medo do ex-companheiro, segundo a família, Ariana decidiu fugir e mudar-se para Caxias do Sul, onde um irmão mora. A viagem aconteceu em agosto e a venezuelana viajou acompanhada peles dois filhos e com a mãe.

O homem seguiu a mulher até Caxias do Sul, onde passou a residir numa casa ao lado de Ariana. Desde então, ele insistia em retomar o relacionamento. 

Leia também
Homem é preso vendendo drogas próximo ao parque Cinquentenário em Caxias
Assaltantes roubam carro e agridem motorista de aplicativo com coronhada na cabeça em Caxias
Homem tenta furtar carro e é detido e amarrado por populares em Caxias

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros