Réu é condenado a 14 anos de prisão por matar homem por dívida de drogas em Caxias do Sul - Polícia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Júri20/11/2019 | 11h42Atualizada em 20/11/2019 | 11h42

Réu é condenado a 14 anos de prisão por matar homem por dívida de drogas em Caxias do Sul

Julgamento aconteceu um ano e nove meses após o homicídio

Pioneiro
Pioneiro

Rodrigo Oliveira Vieira foi condenado a 14 anos de prisão pelo assassinato de Ednilson de Oliveira Soares, 26 anos. O júri aconteceu nesta terça-feira (19), um ano e nove meses após o homicídio. Como está com prisão preventiva decretada, Vieira não poderá recorrer da decisão em liberdade.

Leia mais
Dívida relacionada ao tráfico motivou morte a facadas em Caxias do Sul
Caxias do Sul registra o terceiro assassinato em menos de 24 horas

Conforme a denúncia do Ministério Público, o crime foi cometido em razão de uma dívida de R$ 1,5 mil relativa ao tráfico de drogas. Durante a investigação policial, o réu confessou o crime.

— Ele (autor) confessou que a vítima tinha pego uma quantia de drogas para vender e não pagou. Isso teria acontecido no segundo semestre do ano passado. Ele e outro indivíduo, não identificado, pegaram a vítima e mataram com golpes de faca — explicou, na época, o delegado Rodrigo Kegler Duarte, da Delegacia de Homicídios.

Sobre a sentença, o Ministério Público considerou a pena adequada e não pretende recorrer.

— Foram reconhecidas as qualificadoras por motivo torpe e o meio cruel. É importante salientar que este crime foi cometido em razão de uma dívida de drogas, no caso, o crack — ressalta o promotor Alexandre Salim.

Soares foi morto a golpes de faca na Rua Ettore Pezzi, bairro Madureira, durante a madrugada ​de 4 de janeiro de 2018. De acordo com testemunhas, ele estava utilizando entorpecentes quando percebeu a aproximação de dois homens. Soares tentou fugir, mas foi alcançado e assassinado.

O réu está preso desde julho de 2018 e também responde por outro homicídio ocorrido há quatro anos. Conforme a Polícia Civil, Vieira é o principal suspeito de matar  Rodrigo Luiz Gaik, 38 anos, natural de Pato Branco, com golpes de faca na manhã do dia 13 de fevereiro de 2015.

Leia também
Polícia Federal cumpre mandados de prisão em Caxias e Bento para combater tráfico de cocaína para Europa
Depois de tentar matar esposa duas vezes, homem é preso em Caxias
Casal agride homem com facão em Caxias do Sul

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros