Preso suspeito de participar de tentativa de latrocínio no bairro Bela Vista em Caxias - Polícia - Pioneiro

Versão mobile

 
 

 Prisão29/11/2019 | 08h05Atualizada em 29/11/2019 | 08h13

Preso suspeito de participar de tentativa de latrocínio no bairro Bela Vista em Caxias

Outro homem que teria atuado no crime já havia sido preso pela polícia

Preso suspeito de participar de tentativa de latrocínio no bairro Bela Vista em Caxias Polícia Civil  / Divulgação /Divulgação
Preso suspeito de participar de tentativa de latrocínio no bairro Bela Vista em Caxias Foto: Polícia Civil / Divulgação / Divulgação

Um jovem de 18 anos foi preso preventivamente na noite desta quinta-feira (28) em Caxias do Sul, por suspeita de participar de uma tentativa de latrocínio, roubo seguido de morte, na última quarta-feira (27), no bairro Bela Vista. O nome dele não foi divulgado pelo polícia. 

O primeiro suspeito foi preso em flagrante pela Brigada Militar (BM) em uma residência na Rua Conde D'eu, em uma casa próxima de onde ocorreu o crime.  De acordo com informações da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), o segundo suspeito teria ajudado no planejamento do assalto e na fuga dos criminosos depois do crime. A participação de um terceiro suspeito está em apuração pelos policiais.

Leia mais
Moradores reagem a assalto e três pessoas são baleadas em Caxias do Sul

Na ocasião, uma tentativa de assalto terminou com duas vítimas e um criminoso baleados. De acordo com a polícia, os bandidos tentaram invadir uma residência na Rua Conde D'eu, e os donos da casa, um casal reagiu, o que resultou no tiroteio.  

A casa pertence a um sargento da reserva do Exército Brasileiro, que foi atingido por quatro tiros, e a esposa dele, que foi baleada na clavícula. A identidade das vítimas não é divulgada. O suspeito baleado é Fabrício Corrêa de Oliveira, 25, que foi alvejado com dois tiros no peito.

Ele foi preso em flagrante em outra residência da mesma rua do assalto, depois de uma denúncia ao 190. A proprietária desta casa confessou que os dois suspeitos passaram a noite na casa dela e pela manhã, saíram para efetuar o assalto. Esta mulher também foi apresentada na delegacia como cúmplice dos assaltantes. Segundo a Polícia Civil, ela foi registrada como suspeita de crime de favorecimento pessoal e liberada após depoimento. Ela não possuía antecedentes criminais.

Duas pistolas calibre 380 foram apreendidas pelos policiais militares durante a ocorrência. Uma está em nome do sargento e que foi utilizada na defesa da vítimas. A outra pistola possui um registro regular e durante a investigação buscará ser esclarecido como chegou nas mãos dos criminosos. 

Leia também
Homens são mortos a tiros dentro de bar em Caxias 
Incêndio destrói quatro casas em Caxias 


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros