Polícia faz cerco a criminosos que atropelaram policiais e fugiram após sequestro em Gramado  - Polícia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Sequestro02/11/2019 | 07h46Atualizada em 02/11/2019 | 08h20

Polícia faz cerco a criminosos que atropelaram policiais e fugiram após sequestro em Gramado 

Um dos policiais foi encaminhado a um hospital de Caxias do Sul

Dois policiais civis foram atropelados durante o resgate de quatro pessoas sequestradas no final da tarde desta sexta-feira (1º) em Gramado. Um teve fraturas e foi transferido para receber atendimento médico em um hospital de Caxias do Sul. Segundo informações do hospital, ele está em estado estável e passa por avaliação médica. O outro agente já foi liberado e não corre risco de morrer.  

Conforme a Polícia Civil, os criminosos estavam armados com pistolas e encapuzados. Eles chegaram por um matagal a pé e renderam funcionários do sítio ainda no início da tarde de sexta. Em seguida, entraram na residência, onde estava o empresário. 

— Eles mantiveram as vítimas rendidas por várias horas — informa o delegado Gustavo Barcelos. 

No fim da tarde, os assaltantes saíram com as vítimas em um carro. Segundo o delegado, em princípio, eles iriam a algum lugar para pegar dinheiro. A Polícia Civil encontrou o carro dos bandidos e tentou realizar a abordagem. Os criminosos atropelaram os dois policiais e abandonaram o carro, com as vítimas dentro. 

Segundo Barcelos, que está acompanhando o cerco, durante a fuga, os criminosos colidiram com um veículo da Polícia Civil que estava a cerca de 300 metros do local em que a abordagem foi realizada.   

Eles conseguiram fugir para dentro de um matagal, onde estão sendo procurados. As informações da Polícia Civil dão conta de que se tratam de três assaltantes. A Brigada Militar está auxiliando nas buscas.  O local do cerco não está sendo divulgado por questões de segurança. 

As vítimas do sequestro passam bem. 

Leia também
Gasolina comum volta a aumentar em Caxias
"Caderninho" ainda é adotado em minimercados gaúchos
Com mais de 50 denúncias de adulterações de contratos, Procon de Caxias abre processo contra empresas de telefonia


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros