Polícia Civil apreende automóveis de luxo de condenado por tráfico de drogas em Caxias do Sul - Polícia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Lavagem de dinheiro29/11/2019 | 17h23Atualizada em 29/11/2019 | 17h45

Polícia Civil apreende automóveis de luxo de condenado por tráfico de drogas em Caxias do Sul

Investigado está preso desde fevereiro, quando foi detido com 1,5 quilo de cocaína

Polícia Civil apreende automóveis de luxo de condenado por tráfico de drogas em Caxias do Sul Polícia Civil/Divulgação
Foto: Polícia Civil / Divulgação

A Polícia Civil apreendeu dois veículos de luxo de um condenado por tráfico de drogas, que também é investigado por lavagem de dinheiro em Caxias do Sul. Douglas Marchioro dos Santos, 35 anos, está preso desde fevereiro quando foi detido pela Brigada Militar (BM) com 1,5 quilo de cocaína. Por este crime, o réu foi condenado a 13 anos de reclusão pela 2º Vara Criminal.

Após o flagrante, a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) passou a investigar a vida financeira de Santos e comprovou que ele comprava e vendia automóveis de luxo com o dinheiro da venda de drogas. Para dificultar o trabalho dos órgãos de fiscalização, os veículos eram registrados em nomes de terceiros.

Na manhã desta sexta-feira (29), a Draco cumpriu três mandados de busca nos bairros Lourdes e Santa Catarina e em Flores da Cunha. Foram apreendidos uma BMW 328 e um Cruze Hatch avaliados em aproximadamente R$ 220 mil.

No inquérito policial, a Draco identificou e indiciou outras seis pessoas por suspeitas de participação na lavagem de dinheiro.

A condenação por tráfico

A prisão de Santos aconteceu em 1º de fevereiro quando este transportava 181 gramas de cocaína em um Cruze branco pela Rua Giacomo Mattioda, no bairro Santa Catarina. Na sequência, os policiais militares seguiram até a moradia do flagrando, no mesmo bairro, e encontraram mais 1,5 quilos de cocaína e uma pistola calibre .380.

No processo, a defesa de Santos sustentou que a prova produzida seria insuficiente para amparar decreto condenatório e sobre uma suposta ilegalidade da atuação policial, com ingresso no domicílio do acusado sem autorização judicial.

Na sentença do dia 25 de junho, a magistrada da 2ª Vara Criminal ressaltou que as buscas foram legitimadas pela apreensão da vultosa quantidade de entorpecentes, configurando flagrante delito. Pelo tráfico e posse de arma, o réu foi condenado a um total de 13 anos de reclusão.

A defesa recorreu da decisão ao Tribunal de Justiça, que negou o provimento e manteve a pena.

Denuncie

Quem tiver informações sobre tráfico de drogas e outros crimes organizados, pode denunciar diretamente à Draco pelo aplicativo WhatsApp no número (54) 98432-9312.

Leia também
Preso suspeito de participar de tentativa de latrocínio no bairro Bela Vista em Caxias
Aeroporto de Caxias do Sul está preparado para receber chefes de Estado na próxima quinta
Menos de mil jovens de 20 a 29 anos foram vacinados contra o sarampo em Caxias

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros