Mortes em Caxias: Contador da Violência é atualizado. Confira o novo formato - Polícia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Números27/09/2019 | 07h03Atualizada em 27/09/2019 | 09h40

Mortes em Caxias: Contador da Violência é atualizado. Confira o novo formato

Ferramenta disponível no site do Pioneiro completa três anos em setembro

Mortes em Caxias: Contador da Violência é atualizado. Confira o novo formato Antonio Valiente/Agencia RBS
Foto: Antonio Valiente / Agencia RBS

Desde 2016, 454 pessoas foram assassinadas em Caxias do Sul. A média é uma pessoa morta a cada três dias. Quase todos os crimes foram cometidos com armas de fogo (80%). Sobre o perfil, a maioria das vítimas eram homens (87%) e tinham entre 18 e 29 anos (40%). Ao contrário do pensamento comum que diz que as mortes são entre criminosos, os dados mostram apenas 55% das vítimas tinham antecedentes policiais. Todos estes dados estão disponíveis ao público no Contador da Violência, ferramenta produzida pela equipe do Pioneiro e que completa três anos neste mês.

Leia mais
Contador da violência: saiba quem são as vítimas de assassinatos em Caxias
Motociclista é assassinado em frente à farmácia em Caxias do Sul
Depois de dez dias internado, homem baleado em tentativa de assalto morre no hospital

Com objetivo de levar ao cidadão informações que historicamente não estão disponíveis e organizadas em sites governamentais, em páginas de órgãos de segurança ou de ONGs que lidam com a violência, o Contador da Violência apresenta o perfil das vítimas e as circunstâncias de todos crimes contra a vida que foram registrados em Caxias do Sul. Os dados são a partir de 1º de janeiro de 2016.

Para marcar o terceiro ano do Contador da Violência, a ferramenta foi atualizada e apresenta um novo formato. O projeto busca facilitar a leitura dos dados e traz novos gráficos e filtros que mostram os casos por suas características.

O Contador da Violência foi lançado no dia 30 de setembro de 2016, após Caxias do Sul registrar o 100º assassinato daquele ano. Coincidentemente, aquela foi a vez que a marca foi alcançada mais cedo. Em 2017 e 2018, o 100º assassinato aconteceu apenas em novembro, nos dias 5 e 18, respectivamente. Neste ano, o município registra "apenas" 65 mortes por violência.

Sobre os crimes anteriores a 2016, o Pioneiro possui um levantamento de cada ano desde 1990, baseado em suas publicações históricas. São 2.813 assassinatos nestes 29 anos em Caxias do Sul. O ano com mais mortes é 2016, com 150. Não há um estudo com detalhes sobre estes crimes e vítimas anteriores ao Contador da Violência.

Confira algumas das informações que podem ser conferidas na ferramenta:

Quantos assassinatos estão contabilizados no Contador da Violência? 454
2019: 67
2018: 110
2017: 127
2016: 150

Quais os tipos de caso?
Homicídio: 369
Confronto com a polícia: 41
Latrocínio: 27
Feminicídio: 17

Como estão as investigações?
Esclarecidos: 245
Em aberto: 206
Arquivados: 3

Quais são os bairros com mais mortes?
Primeiro de Maio: 20
Santa Fé: 19
Vila Ipê: 19
Planalto: 18
Reolon: 18
Fátima: 16
Serrano: 15
Euzébio Beltrão de Queiróz: 15
Esplanada: 14
Charqueadas: 11

Como foi a vítima foi morta?
Tiro: 362
Faca: 61
Pancada: 25
Sufocamento: 3
Fogo: 2
Atropelamento: 1

Qual o gênero da vítima?
Masculino: 397
Feminino: 57

A vítima tinha passagens pela polícia?
Sim: 249
Não: 172
Não divulgado: 33

Que idades tinham as vítimas?
18 a 29 anos: 182
30 a 39 anos: 125
40 a 49 anos: 73
50 a 59 anos: 27
0 a 17 anos: 25
60 anos ou mais: 17
Não identificado: 5

Que horários acontecem mais mortes?
Noite: 180
Madrugada: 119
Tarde: 91
Manhã: 63
Desconhecido: 1

Leia também
Homem morre em acidente envolvendo carro e carreta na Rota do Sol, em Caxias do Sul
Veja as novidades que estão atraindo visitantes à Wine South America, em Bento Gonçalves
Polícia investiga estupros de duas crianças da mesma família em Caxias do Sul

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros