Combate ao tráfico de drogas resultou em 112 anos de condenação para 15 réus em Garibaldi - Polícia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Balanço05/09/2019 | 20h19Atualizada em 05/09/2019 | 20h21

Combate ao tráfico de drogas resultou em 112 anos de condenação para 15 réus em Garibaldi

Polícia Civil apresentou levantamento das investigações de 2018

Combate ao tráfico de drogas resultou em 112 anos de condenação para 15 réus em Garibaldi Leonardo Lopes/Agência RBS
Foto: Leonardo Lopes / Agência RBS

Nos últimos dois anos, o crime organizado para o tráfico de drogas invadiu municípios cada vez menos populosos da Serra, espalhou a violência e elevou o número de homicídios. Esta rápida mudança de realidade surpreendeu até as forças policias locais, acostumados com a rotina turística da região. É com base nesta adaptação que a Delegacia de Garibaldi divulgou um estudo sobre o combate realizado no ano passado: foram 18 investigações que levaram a prisão de 26 suspeitos e, em uma primeira leva de condenações, já somam 112 anos de reclusão. A média é de sete anos de prisão para cada traficante sentenciado no município.

Leia mais
Famílias expulsas de casa escancaram a influência do tráfico de drogas em Garibaldi 

Estes números foram apresentados durante um balanço da Polícia Civil na tarde de ontem. Segundo o delegado Clóvis Rodrigues de Souza, o tráfico de drogas apareceu como invasão no município de 35 mil habitantes e os investigadores precisaram aprender com esta nova violência. Situação é semelhante ao que, agora, acontece em Carlos Barbosa, onde ele atua em substituição.

— O tráfico quando vem, vem forte. É o que está acontecendo em Carlos Barbosa. Lá o fenômeno está sendo diferente justamente porque a polícia está conseguindo responder com as estratégias adequadas. Em Garibaldi, chegou quando não tínhamos capacidade de resposta seja pela estrutura humana, material ou, técnica — relata.

O levantamento, por outro lado, seria uma forma de responder aos anseios da comunidade. No entendimento do delegado Souza, os números mostram que a resposta estatal conseguiu frear.

— Eventualmente, é um fator inibidor: são 112 anos de cadeia em apenas nove processos. O nosso trabalho estratégico é não deixar que (este tráfico organizado) crie raízes permanentes em Garibaldi — afirma o delegado, elogiando a celeridade e "mão pesada" do Ministério Público e Judiciário local.

EM NÚMEROS
:: 18 investigações de tráfico em 2018
:: 26 adultos presos
:: 4 adolescentes responsabilizados
:: 9 processos já tiveram sentença
:: 15 réus condenados em primeira instância
:: 112 anos de reclusão em sentenças somadas
:: R$ 6,5 mil apreendidos
:: Dois automóveis sequestrados pela Justiça
:: 86 comprimidos de ecstasy apreendios
:: 670 pedras e 433 gramas de crack
:: 47 buchas e 212 gramas de cocaína
:: 1,3 quilos de maconha

A VIOLÊNCIA
:: Dos seis homicídios registrados em 2017, quatro foram vinculados ao tráfico
:: Todos os sete homicídios em 2018 foram motivados com a venda de drogas
:: Três dos quatro assassinatos em 2019 teriam relação com este crime organizado

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros