Novos soldados da Brigada Militar na Serra devem se apresentar na semana que vem - Polícia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Reforço12/08/2019 | 13h13Atualizada em 12/08/2019 | 13h14

Novos soldados da Brigada Militar na Serra devem se apresentar na semana que vem

Novos servidores estão escolhendo em qual região querem atuar

Novos soldados da Brigada Militar na Serra devem se apresentar na semana que vem Antonio Valiente/Agencia RBS
Novos servidores estão escolhendo em qual região querem atuar Foto: Antonio Valiente / Agencia RBS

Os novos policiais militares que trabalharão na Serra devem se apresentar na semana que vem. No entanto, a corporação ainda não divulga quantos policiais cada cidade irá receber. Após oito meses de treinamento e um ciclo de 24 formaturas em 16 dias, o Rio Grande do Sul tem mais 1.965 soldados. Nos próximos três dias, os servidores irão escolher em qual região preferem atuar com base nas vagas disponibilizadas pela Brigada Militar e nos critérios definidos pela Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP).

O processo de distribuição é demorado em razão da logística necessária: o primeiro passo é ofertar aos policiais veteranos a opção de retornarem para as suas cidades de origem. Neste concurso, estes PMs experientes ainda podem escolher ingressar nos dois novos Batalhões de Choque, em Caxias do Sul e em Pelotas.

Leia mais
Distribuição de novos soldados fará com que 15 cidades da Serra passem a ter cinco PMs
"Maior poder e resposta imediata", diz comando sobre nova tropa de choque na Serra
Governo do RS anuncia novo Batalhão de Choque e Serra ganhará 110 PMs em agosto  

Depois é a vez dos novos soldados decidirem qual vaga querem preencher. A ordem de escolha é definida pelas notas obtidas no concurso. A expectativa é que esta distribuição seja concluída até quinta-feira (15).

A última cerimônia de formatura aconteceu neste sábado (10) em Santo Ângelo, com a apresentação de 58 novos soldados. A Serra sediou duas solenidades, em Caxias do Sul e Bento Gonçalves, com 28 alunos-soldados cada. Também houve uma formatura em Igrejinha, município que integra o 1º Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas (1º BPAT), que atende a Região das Hortênsias.

Critérios de distribuição

Como já é tradicional, a Brigada Militar espera até o último dia para divulgar quantos novos PM cada cidade irá receber. Contudo, há critérios que já foram divulgados e beneficiam a Serra:

Efetivo mínimo:

O primeiro critério é que nenhuma cidade gaúcha tenha menos do que cinco PMs. Essa falta de um efetivo mínimo afeta 30% dos municípios gaúchos, incluindo 15 cidades da Serra que hoje tem quatro, três ou apenas dois policiais militares.

18 cidades mais violentas:

Caxias do Sul também deverá receber mais PMs por integrar a lista dos 18 municípios mais violentos do Estado. Segundo o governo, essas cidades reúnem 45% da população do Rio Grande do Sul e respondem por 89% dos roubos de veículos, 88% dos assaltos a pedestres e 71% das mortes violentas no Estado nos últimos 10 anos. Por isso, 1.127 PMs, ou seja, mais da metade do efetivo total a ser distribuído irá reforçar os batalhões destas 18 cidades.

Batalhão de Choque:

A maior expectativa é sobre a criação do Batalhão de Choque da Serra, que contará com 110 PMs e terá sede em Caxias do Sul. De acordo com o comando da BM, esta tropa especializada não está atrelada a um território e não tem um compromisso rotineiro, por isso é uma unidade de pronta-resposta que tem capacidade de operar mais rápido, com mais mobilidade e numa área maior.

Reforço as Pelotões de Operações Especiais:

Como todas as cidades gaúchas sofrem com a falta de policiais, a BM optou por qualificar seus policiais de pronto-atendimento regionalizado. Assim, os 38 Pelotões de Operações Especiais (POE) do Rio Grande do Sul serão reforçados. Na Serra, há POE nos batalhões de Bento Gonçalves, Farroupilha, Gramado e Vacaria. A estrutura em Caxias do Sul é maior, com o 12º Batalhão de Polícia Militar (12º BPM) possuindo uma Companhia de Operações Especiais (COE), que inclui o canil e o policiamento montado - que também deverá ser reforçada.

Cidades de formação:

Outro critério apontado pela SSP é a manutenção de parte dos novos PMs nas cidades que foram sede do curso de formação. Assim, Bento Gonçalves e Caxias do Sul receberiam um reforço extra.

Leia também
Caxias do Sul pode ficar sem região turística
Final de semana de sol e temperaturas em queda na Serra 
Conheça mais sobre a fé dos senegaleses que vivem em Caxias

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros