Com apoio da comunidade, Brigada Militar lança cartilha de segurança em Farroupilha - Polícia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Policiamento comunitário20/08/2019 | 06h00Atualizada em 20/08/2019 | 08h53

Com apoio da comunidade, Brigada Militar lança cartilha de segurança em Farroupilha

Objetivo é estimular a postura preventiva entre a população

Com apoio da comunidade, Brigada Militar lança cartilha de segurança em Farroupilha Brigada Militar / Divulgação/Divulgação
Dicas foram elaboradas pelo grupo do Policiamento Comunitário Foto: Brigada Militar / Divulgação / Divulgação
Pioneiro
Pioneiro

Uma parceria entre o 36º Batalhão de Polícia Militar (36º BPM) e a comunidade de Caravaggio resultou na produção de uma cartilha com dicas de segurança que será utilizada por moradores dos seis distritos de Farroupilha. O material será lançado nesta terça-feira (20), às 19h30min, no ginásio de esportes Saturno, junto ao santuário. 

Apresentada inicialmente pelo batalhão a partir de demandas elencadas pela população, a ideia foi encampada pela Comissão Pró-segurança da Comunidade de Caravaggio com apoio de duas empresas. A mobilização surgiu durante a romaria deste ano. A BM recebeu relatos de problemas e pedidos de uma maior presença da corporação.

— Mostramos a possibilidade da cartilha. Não vai resolver, mas pode estimular a criação de uma rede positiva — diz o subcomandante do 36º BPM, major Juliano Amaral.

Leia mais
Com 15 assassinatos no ano, segurança pública vira prioridade em Farroupilha

Uma das intenções é divulgar e esclarecer qual é o trabalho dos PMs integrantes do Policiamento Comunitário, instalado em Farroupilha desde 2003. O outro objetivo é fazer com que os moradores, boa parte agricultores, percebam que a mudança de atitudes pode impedir assaltos e outros tipos de crimes. Na visão do major, o engajamento acaba sendo fundamental num momento em que o efetivo policial não consegue dar conta da demanda. 

— O intuito é esse: que a comunidade faça a leitura e se dê conta de como prevenir — resume o oficial.

As dicas foram elaboradas pelo grupo do Policiamento Comunitário. Com base na experiência e nas informações colhidas durante o trabalho, os PMs lembram, por exemplo, que alterações na arquitetura são alternativas eficientes para evitar delitos. 

"Locais com visibilidade obstruída por cercas vivas, paredões verdes, muros opacos, falta de iluminação, entre outros, facilitam a ação do delinquente", aponta a cartilha. 

Os próprios PMs comunitários distribuirão o material em ações específicas ou de rotina. Caso os 10 mil exemplares sejam insuficientes, as comunidades avaliarão uma nova remessa. A arte da cartilha foi elaborada gratuitamente pela Vitrine Propaganda e Marketing e o custo de impressão teve patrocínio da empresa Najanet e da Comissão Pró-Segurança da Comunidade de Caravaggio.

— Muitas pessoas não exatamente o que é Policiamento Comunitário. Também é um alerta para que um agricultor não contrate um funcionário sem saber de quem se trata — ressalta o vice-presidente da comissão, Fernando Monego. 

No evento desta terça-feira, o 36º BPM fará a entrega simbólica da nova viatura usada no policiamento de Caravaggio. O Corolla foi adquirido pelo Estado e substituiu um Focus que havia sido cedido pela comunidade. 

ALGUMAS DICAS DA CARTILHA

Animais de guarda: cães devem ser adestrados para não aceitarem comida de estranhos. Os gansos e galinhas-de-angola possuem o comportamento parecido dos cães: procuram sempre defender seu território; alertam rápido a existência de intrusos na propriedade e não oferecem riscos às crianças. 

Rebanhos: se há criação de bovinos, equinos ou outro tipo, não deixe o rebanho em pastos próximos a estradas, longe da sede, principalmente no período noturno.

Armas: o ideal é que a população não tenha armas, pois elas podem ser o motivo de um criminoso querer invadir sua propriedade. Se por alguma razão de força maior o morador rural possuir algum tipo de arma e munição, deve ter o seu registro. Guardá-las em local seguro, descarregadas para que não ocorram acidentes com curiosos e/ou crianças.

 Leia também
Falta de oxigênio na água é provável causa da morte de peixes em represa de Caxias 
Sindicato dos Metalúrgicos de Caxias passa a receber currículos para eventuais vagas na indústria
Polícia prende mulher que movimentou R$ 2 milhões do tráfico de drogas em Caxias do Sul



 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros