"Ele era muito caseiro e gostava de cozinhar", conta esposa de homem encontrado morto depois de 12 dias desaparecido em Caxias  - Polícia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Despedida25/07/2019 | 09h19Atualizada em 25/07/2019 | 09h19

"Ele era muito caseiro e gostava de cozinhar", conta esposa de homem encontrado morto depois de 12 dias desaparecido em Caxias 

Corpo de João Evair dos Santos de Sales, 47 anos, estava em um matagal próximo à Represa da Maestra

"Ele era muito caseiro e gostava de cozinhar", conta esposa de homem encontrado morto depois de 12 dias desaparecido em Caxias  Acervo Pessoal/Divulgação
Corpo de João Evair dos Santos de Sales, 47 anos, estava em um matagal próximo à Represa da Maestra Foto: Acervo Pessoal / Divulgação

 Torcedor do Juventude e do Grêmio e apaixonado por churrasco. É assim que Adelina Elizabeth de Castilhos, 63 anos, descreve o homem com que foi casada por 24 anos. Emocionada, a esposa de João Evair dos Santos de Sales, 47, encontrado morto após 12 dias desaparecido, ainda não se conforma com o assassinato do marido. O corpo de Sales foi localizado no início da noite desta quarta-feira (24) em um matagal, na Rua Antônio Andrigheti, próximo à Represa da Maestra, no bairro Santa Fé, em Caxias do Sul

Adelina lembra que o marido saiu de casa por volta das 18h do dia 12 e desde então não havia retornado. De acordo com a polícia, Sales foi morto ainda no dia 12 com golpes de faca depois de uma discussão motivada pela cobrança de uma dívida por um trabalho como segurança. 

Leia mais
Polícia encontra corpo de desaparecido e prende dois suspeitos em Caxias do Sul
Polícia investiga caso de homem desaparecido há cinco dias em Caxias
Homem desaparecido na sexta em Caxias do Sul não foi encontrado
Família procura por homem desaparecido em Caxias  

A esposa conta que ele gostava de trabalhar como segurança:

— Ele gostava muito desse trabalho de segurança. Sempre admirou a Brigada e a Polícia  Civil, mas não pode tentar a carreira devido ao problema de visão que tinha. O sonho dele era ser policial — afirma a esposa. 

Ainda abalada com o desfecho do caso envolvendo o marido, Adelina conta que ele era um homem tranquilo. 

— Ele fazia churrasco todos os domingos, era muito caseiro e gostava de cozinhar. Ele era tão calmo calmo — lamenta a viúva. 

Na última vez em que viu o marido, eles tomaram café da tarde juntos, como faziam todos os dias. Depois disso, ela foi informada que o carro de Sales, um veículo GM/Ônix, com placas de Caxias, foi encontrado na Rua João Pedro Hoffman Pereira, próximo da empresa Randon, no bairro Interlagos. O veículo havia sido incendiado e os bancos do motorista e traseiro foram destruídos pelas chamas. 

O sepultamento ocorre às 11h desta quinta-feira (25) no Cemitério Público de Caxias do Sul. 

Entenda o caso: 

De acordo com o delegado Rodrigo Kegler Duarte, o corpo de Sales foi encontrado sob indicação de um dos suspeitos de ter cometido o assassinato. A Polícia Civil capturou três suspeitos por volta das 16h desta quarta-feira (24), após as investigações do desaparecimento de Sales indicarem que tratava-se de homicídio. Os dois dos suspeitos detidos, de 35 e 22 anos, vão cumprir prisão temporária. Segundo o delegado, eles teriam confessado a autoria do crime. Um terceiro detido foi liberado depois da polícia constatar que ele não teria envolvimento com o crime.

Uma das capturas ocorreu na sede de uma empresa de segurança, na Rua Jacob Luchesi, no bairro Santa Catarina, onde Sales teria sido assassinado com golpes de faca depois de uma discussão motivada pela cobrança de uma dívida.

— Eles deviam a quantia de R$ 2,7 mil por um bico de segurança que Sales teria feito. No dia 12, ele se reuniu com a dupla na empresa para cobrar o valor e eles acabaram discutindo — explica. 

De acordo com o relato dos suspeitos, o corpo da vítima foi levado até a Represa da Maestra no carro da empresa. O carro de Sales teria sido deslocado até a Rua João Pedro Hoffman Pereira pelos assassinos. 

Leia também
Levantamento aponta que Serra precisa de mais leitos pediátricos
Família de caxiense encontrado morto na China pede ajuda para trazer corpo para o Brasil
Corpo é encontrado no interior de Nova Prata


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros