Roubos a pedestres estão em queda em Caxias do Sul, aponta Brigada Militar - Polícia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Polícia18/06/2019 | 16h35Atualizada em 18/06/2019 | 17h24

Roubos a pedestres estão em queda em Caxias do Sul, aponta Brigada Militar

Caso de adolescente espancado em plena tarde expôs sensação de insegurança

Roubos a pedestres estão em queda em Caxias do Sul, aponta Brigada Militar Lucas Amorelli/Agencia RBS
Adolescente foi atacado na Rua Treze de Maio quando saía para almoçar Foto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

O espancamento de um adolescente de 17 anos durante um assalto em plena tarde trouxe a tona o sentimento de que nunca se está seguro em Caxias do Sul. Contudo, a Brigada Militar ressalta que os roubos a pedestre estão em queda. Foram 54 assaltos a menos na comparação com o mesmo período do ano passado. Ainda assim, a média é de quase quatro pedestres assaltados por dia.

O crime  aconteceu na Rua Treze de Maio, pouco depois das 13h desta segunda-feira, logo após o adolescente desembarcar de um ônibus. Os cinco criminosos, segundo a ocorrência, seriam jovens. Um deles possuía um peixe tatuado no braço esquerdo e outro tinha um anjo desenhado no pescoço, segundo o relato da vítima. O caso é investigado pela Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA).

Leia mais:
"É a quinta vez que sou assaltado. Acho que tenho que parar de andar na rua", lamenta jovem agredido em Caxias do Sul

— Apesar de ainda acontecerem alguns roubos a pedestres mais latentes, os índices estão em queda. Até maio, a redução foi de 8,57%. Pode não parecer muito, mas são vítimas a menos. O importante é que estes números estão reduzindo ano a ano — aponta o capitão Diego Soccol.

O roubo com lesões ao adolescente é um crime que foge dos padrões. Conforme os dados da BM, a maioria dos roubos a pedestre acontecem das 16h à 22h, que é horário que está escurecendo e o movimento é maior em razão das pessoas estarem voltando para casa.

— São roubos específicos que acontecem, geralmente, na imediação de bairros onde há maior movimentação relacionada ao tráfico de drogas. Os assaltantes costumam estar com facas ou apenas fazerem menção de estar armado — relata o oficial da BM.

O monitoramento dos crimes é feito pela Brigada Militar por meio do Programa Avante, que mapeia diariamente os principais índices criminais por hora e local onde ocorrem. É com base nestes dados que o 12º Batalhão de Polícia Militar (12º BPM) distribui seus policiais pela cidade.

— Por isso sempre falamos que é preciso registrar os crimes, mesmo que o valor levado seja pequeno, pois é nestes números que nos baseamos para nossa atuação. Precisamos saber onde estes criminosos estão agindo — explica o capitão Soccol.

Conforme o monitoramento da BM, o único crime que está aumentando em Caxias do Sul é o furto de veículo. Por isso, em maio, foi lançada a Operação Cavalo de Aço, que mobilizou os agentes das Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (Rocam) para combater este tipo de crime.

Roubos a pedestre em Caxias do Sul até maio:

2017 - 753
2018 -
630
2019 - 576

Leia também:
Preso não é apresentado pela Susepe e audiência sobre chacina é cancelada em Caxias
Dupla armada rouba carga de cigarros em Caxias do Sul
Preço da CNH terá redução de até 14% no Estado

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros