Moradores de Caxias têm aplicativo de conversa clonado em golpe de internet - Polícia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Estelionato14/06/2019 | 14h58Atualizada em 14/06/2019 | 14h58

Moradores de Caxias têm aplicativo de conversa clonado em golpe de internet

Estelionatários utilizam informações da vítima em um site de produtos usados

Pioneiro
Pioneiro

Dois caxienses tiveram seus aplicativos de mensagens clonados durante golpes pela internet nesta quinta-feira (13). Pelo relato, os estelionatários utilizam informações da vítima, retiradas de um site de produtos usados, para entrar em contato e com isso praticar o golpe. Na sequência, conseguem um código de segurança para trocar a senha do Whatsapp da vítima e começam a pedir dinheiro "emprestado" para os contatos dela.

Leia mais:
Caxienses perdem dinheiro ao comprar em site falso
Saiba quais são os 10 golpes que mais enganam os caxienses
Estelionato faz 1,8 mil vítimas na Serra e preocupa policiais

O primeiro relato é de um homem de 32 anos que tentou vender seu carro. Quando o anúncio ainda estava em análise, o morador do bairro Madureira recebeu uma ligação de São Paulo informando que seriam necessários alguns procedimentos para confirmar o anúncio. No processo, a vítima recebeu um código via SMS e repassou para este atendente.

Logo depois, o caxiense recebeu a ligação de um amigo questionando sobre um pedido de transferência de R$ 1,5 mil. A vítima, então, percebeu que tinha perdido acesso ao seu aplicativo Whatsapp e que um golpista estava pedindo dinheiro para os seus amigos. Antes que o acesso fosse retomado, o caxiense soube que um de seus contatos já havia transferido um valor para a conta solicitada pelo estelionatário.

A segunda vítima é um corretor de 33 anos que costuma vender imóveis por um site de produtos usados. Na manhã desta quinta-feira (13), ele recebeu uma mensagem via Whatsapp solicitando um código para não perder acesso a sua cartela de imóveis. Na sequência, recebeu um SMS com o tal código e o enviou ao suposto contato do site de vendas.

Pouco depois, o caxiense percebeu que tinha perdido acesso ao Whatsapp e que alguém estava utilizando o seu número para pedir dinheiro aos seus clientes _ que, até o registro da ocorrência, não teriam feito nenhuma transferência. Em contato com o Whatsapp, soube que só poderia trocar o código de segurança novamente em sete dias.

Ambos os casos serão investigados pela 1ª Delegacia de Polícia (1ª DP).

 Como não cair em golpes:

:: Evite iniciar conversas por meio de aplicativos de mensagens com perfis desconhecidos.
:: Não troque fotografias, que possam ter conotação íntima, por meio de aplicativos, como WhatsApp ou Messenger.
:: Evite conversas por meio de aplicativos com prefixo telefônico desconhecido.
:: Não faça depósitos, transferências ou pagamentos para desconhecidos.
:: Se for vítima de algum golpe ou de tentativa de abordagem desse tipo, procure a polícia e registre ocorrência.

Fonte: Polícia Civil

Leia também:
Policial que socorreu jovem em trabalho de parto na BR-116, em Caxias, afirma que não houve conflito com manifestantes
Denúncia sobre venda de armas leva homem de 66 anos à prisão em Caxias do Sul
Idoso é sequestrado e ladrões retiram dinheiro de sua conta em Caxias do Sul

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros