Jogo do Brasil-Far termina com denúncia de injúria racial e jogador preso - Polícia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Terceirona Gaúcha29/05/2019 | 21h48Atualizada em 30/05/2019 | 08h54

Jogo do Brasil-Far termina com denúncia de injúria racial e jogador preso

Equipe de Farroupilha venceu por 1 a 0 o Gaúcho, em Passo Fundo, antes da confusão generalizada

Jogo do Brasil-Far termina com denúncia de injúria racial e jogador preso Brigada Militar / Divulgação/Divulgação
Foto: Brigada Militar / Divulgação / Divulgação
Pioneiro
Pioneiro

A partida do Brasil-Far e Gaúcho, em Passo Fundo, teve um desfecho conturbado. Após a vitória do time de Farroupilha por 1 a 0 — com gol de Almeida —,  em confronto válido pela nona rodada da Terceira Divisão Gaúcha, alguns acontecimentos movimentaram o pós-jogo na Arena BSBios.

Segundo o presidente do Gaúcho, Augusto Ricardo Ghion Júnior, o Guto, em entrevista para GaúchaZH, o zagueiro Erick, de seu clube, teria sido chamado de macaco por um atleta do Brasil-Far. Quando o jogo acabou, Erick foi tirar satisfação do adversário e houve briga generalizada. Foi quando um jogador da equipe de Farroupilha apareceu portando uma pistola ameaçando a todos.

Leia também
Mais lojas do Iguatemi confirmam participação de Dia Livre de Impostos em Caxias

A polícia foi acionada e revistou os integrantes da delegação visitante. Encontrou uma faca, dois carregadores e, dentro de uma bola, a pistola calibre .380. Um atleta se identificou como dono da arma e foi preso. Ele pagou fiança de R$ 1 mil. Já o jogador que cometeu o ato de injúria também foi denunciado. 

O Brasil-Far informou que se manifestará por meio de nota. Os nomes dos jogadores envolvidos ainda não foram divulgados.

Leia mais
Moradores do Monte Carmelo lotam plenário da Câmara para cobrar regularização
Presidente de entidade afirma que empresários estão "apavorados" com prefeitura de Caxias

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros