Homem perde R$ 30 mil em venda de caminhonete - Polícia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Estelionato31/05/2019 | 08h07Atualizada em 31/05/2019 | 08h07

Homem perde R$ 30 mil em venda de caminhonete

Comprador depositou cheques sem fundo

Pioneiro
Pioneiro

Um homem de 61 anos vendeu sua caminhonete, mas não recebeu R$ 31 mil referentes à negociação do veículo. O valor, que completaria o total negociado de R$ 36 mil, foi bloqueado logo após o depósito em sua conta, realizado no momento da venda. 
Conforme informações do boletim de ocorrência, a negociação ocorreu ainda no dia 25 de abril, em um posto de combustível no Centro de Caxias do Sul.

De acordo com o relato da vítima, a venda foi feita para uma mulher que testou o veículo dizendo ser a esposa do homem com quem a vítima havia feito um primeiro contato, por telefone. Ela estava acompanhada por um outro homem e disse que, se gostasse, fecharia negócio.

Segundo ocorrência, ainda no posto, ela telefonou para o marido e autorizou que ele depositasse o valor total da caminhonete na conta do vendedor. Em verificação no aplicativo bancário do celular, foi confirmado o depósito, entretanto, com a mensagem de que R$ 31 mil estariam bloqueados.

Como estava com passagem comprada para Manaus, o homem que vendeu a caminhonete relata que acabou indo viajar e, somente ao chegar no destino, constatou, por meio de extrato bancário, que o cheque depositado tinha sido sustado. 

Em contato com o comprador, ele teve a garantia de que um novo depósito seria realizado, porém novamente o cheque foi devolvido. Na denúncia, a vítima afirma que não conseguiu mais contato com o comprador e que quer sua caminhonete de volta.

Leia mais
Motorista é preso após ser perseguido por policiais e invadir quartel de Caxias do Sul 
Homem assassinado no bairro Reolon, em Caxias, foi morto por duas pessoas, acredita polícia
Homem é preso após furtar chocolates em Caxias do Sul
Vereadores rejeitam projeto que regulamentaria honorários de procuradores da prefeitura de Caxias
Caxias tem mais de 6 mil famílias em extrema pobreza, crescimento de 51% em relação a 2016 

p>
 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros