"Sem integração, não é possível", diz vice-governador sobre combate a violência na Serra - Polícia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Compromisso11/04/2019 | 19h51Atualizada em 11/04/2019 | 19h54

"Sem integração, não é possível", diz vice-governador sobre combate a violência na Serra

Operação anunciada reúne 13 municípios da Região Metropolitana da Serra Gaúcha

"Sem integração, não é possível", diz vice-governador sobre combate a violência na Serra Antonio Valiente/Agencia RBS
Todos os órgãos de segurança pública participaram da solenidade com o vice-governador Foto: Antonio Valiente / Agencia RBS

Fortalecer a integração das forças policiais no combate à criminalidade. Este foi o compromisso que o vice-governador e secretário estadual de Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior, veio até a Serra para firmar. A chamada Operação Integrada da Região Metropolitana da Serra Gaúcha foi lançada na tarde desta quinta-feira (11) em Caxias do Sul, mas acontecerá simultaneamente em 13 municípios da região.

Na solenidade, foram exaltados índices criminais em queda no primeiro trimestre, como de homicídios, que, segundo o governo estadual, reduziram 17% na comparação com o mesmo período do ano passado, e roubos a comércios, que caíram 45%.

— Não é possível fazer segurança pública no momento atual sem, efetivamente, integrar todas as forças. É o que estamos fazendo hoje. É com inteligência que iremos combater a criminalidade — explica o vice-governador.

A operação não contará com aumento de efetivo ou implemento de horas, mas promete uma melhora crescente nas ações policiais a partir de uma comunicação melhor entre Brigada Militar, Polícia Civil e demais órgãos da segurança pública e de trânsito.

— Esta é uma demonstração, inclusive, para os delinquentes e facções, do enfrentamento à violência com os órgãos organizados, porque estamos muito bem organizados — exalta o delegado regional Paulo Roberto Rosa da Silva.

A Operação Integrada da Região Metropolitana da Serra Gaúcha contou com solenidades simultâneas em Bento Gonçalves e Farroupilha. Após o compromisso, os policiais foram para os bairros com maiores índices criminais para realização de abordagens e blitze.

Além da Brigada Militar e da Polícia Civil, participam da operação os efetivos dos Bombeiros Militar, Departamento Estadual de Trânsito  (Detran), Superintendência dos Serviços Penitenciários  (Susepe), Instituto-Geral de Perícias  (IGP), Guardas Municipais e Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Leia também:
Ação solidária no Beltrão de Queiroz, em Caxias,  pede donativos para crianças carentes
Sexta-feira inicia com sol, mas pode terminar com chuva na Serra
Stok Center define data de abertura em Caxias do Sul

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros