Caso de idoso amordaçado passa a ser investigado como latrocínio em São Marcos - Polícia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Assalto14/03/2019 | 16h09Atualizada em 14/03/2019 | 16h09

Caso de idoso amordaçado passa a ser investigado como latrocínio em São Marcos

Hipótese da Polícia Civil é que ladrão levou dinheiro que a vítima costumava portar

 O depoimento de vizinhos fez com que a Polícia Civil comece a investigar como um assalto a morte de Ary Menegon, 82 anos. O idoso foi encontrado amordaçado com fita adesiva em sua residência no início da noite de quarta-feira (13) em sua residência na Linha Edith, interior de São Marcos. Contudo, a perícia preliminar não conseguiu determinar a causa da morte e não haviam sinais de arrombamento. Conhecidos da vítima confirmaram que Menegon costumava carregar uma quantidade considerável de dinheiro em espécie.

Leia mais:
Polícia investiga se homem encontrado amordaçado foi assassinado em São Marcos
Corpo de homem de 82 anos é encontrado amordaçado dentro de casa em São Marcos

— A casa estava organizada, ou seja, sem sinais de que algo havia sido levado. A informação dos depoimentos desta tarde (de quinta-feira) é que ele sempre andava com muito dinheiro vivo, pois gostava de fazer pagamentos em espécie. Como não encontramos nenhum valor em dinheiro, a linha de investigação, a partir deste momento, é de um latrocínio (roubo com morte) — aponta o delegado Edinei Albarello.

Inicialmente, o caso havia sido registrado como encontro de cadáver pois não haviam sinais de violência e a perícia preliminar não determinou a causa da morte. Sobre a mordaça, o chefe da Polícia Civil em São Marcos explica que os policiais encontraram a fita adesiva já cortada.

— Era uma fita na cabeça, mas uma situação inconclusiva. Ouvindo as testemunhas, confirmamos que foram as pessoas que localizaram (o corpo) que cortaram, talvez na esperança de salvar a vítima. Era uma fita adesiva que estava grudada na boca — explica o delegado Albarello.

Conforme a Polícia Civil, Menegon morava sozinho nos últimos tempos e os vizinhos não perceberam nenhum indício do crime ou da movimentação de algum suspeito. O idoso foi visto pela última vez na noite de terça-feira e o corpo só foi encontrado após as 18h de quarta-feira. Neste primeiro exame, o perito não conseguiu determinar o horário da morte.

Este é o segundo assassinato registrado em São Marcos em 2019. Em janeiro, um motorista foi baleado e queimado em uma estrada vicinal da localidade de Dallanhos. O último latrocínio foi o de Valmor Pinto Moreira, 69 anos, que foi espancado durante um roubo de bicicleta no dia 27 de junho de 2018. Aquele ano terminou com 12 assassinatos em São Marcos.

Leia também:
Homem é preso por tráfico no bairro Vila Ipê, em Caxias
Escola que funciona há mais de 100 anos no interior de Caxias é fechada
Prefeito de Caxias do Sul anuncia projeto de distribuição gratuita de uniforme e material escolar

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros