Abordagens em pontos diferentes de Caxias resultam em autuações e recolhimento de veículos - Polícia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Fiscalização09/02/2019 | 11h34Atualizada em 09/02/2019 | 11h34

Abordagens em pontos diferentes de Caxias resultam em autuações e recolhimento de veículos

Além da blitz da Balada Segura, Brigada Militar atuou na Estação Férrea e em postos de combustíveis

O calor e o início de mês com maior dinheiro circulando nas ruas fez com que as forças de segurança também realizassem abordagens em diferentes lugares de Caxias do Sul na noite de sexta-feira (8) e madrugada de sábado (9). Pelo menos três pontos tiveram fiscalização de combate a perturbação do sossego público feita pela Brigada Militar (BM) e também teve força-tarefa da Balada Segura composta por BM, Fiscalização de Trânsito, Guarda Municipal, Polícia Rodoviária Estadual, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Civil.

Na blitz de trânsito realizada na Rua General Mallet, no bairro Rio Branco, 16 condutores foram flagrados alcoolizados, mas nenhum foi preso em flagrante por atingir índice considerado crime de trânsito. Ao todo, foram abordados 72 veículos e realizadas 34  autuações. Um veículo chegou a ser recolhido.

Leia também
Moradores do bairro Cruzeiro, em Caxias, reclamam de baderna e sujeira em terreno   
Serra Gaúcha colhe 1,1 milhão de toneladas de frutas
Mutirão tenta esclarecer mais de 150 casos de abuso sexual contra crianças e adolescentes

As demais abordagens foram da BM na Estação Férrea e em dois postos de combustíveis na Perimetral Norte. As ações começaram no início da noite e se estenderam pela madrugada.

O comandante interino do 12º Batalhão de Polícia Militar (12º BPM), major Emerson Ubirajara, destacou que o maior movimento encontrado foi dentro de bares e carros estacionados em local proibido. Um veículo chegou a ser recolhido.

— Depois disso, os outros carros já saíram do local —aponta.

Nos postos de combustíveis, também a situação encontrada pela Brigada Militar não gerou ocorrências maiores. Ubirajara destaca que desde o domingo de 27 de janeiro, em que a baderna provocou confronto entre jovens e policiais militares, foi reforçado também o  trabalho de inteligência da polícia. A concentração teria sido combinada por redes sociais. Por isso, o major reforça denúncias da população. Quem perceber movimentação neste sentido pode procurar o tele-denúncia, que recebe mensagens pelo  (54) 98414.1178.

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros