Suspeitos de molhar homem em praça de Caxias são indiciados por injúria - Polícia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Polêmica 31/01/2019 | 11h53Atualizada em 31/01/2019 | 13h31

Suspeitos de molhar homem em praça de Caxias são indiciados por injúria

A pena pode ser revertida em serviço comunitários

Suspeitos de molhar homem em praça de Caxias são indiciados por injúria Assessoria do vereador Rafael Bueno (PDT) / Reprodução/Reprodução
O crime de injúria prevê de um a dois anos de reclusão e multa Foto: Assessoria do vereador Rafael Bueno (PDT) / Reprodução / Reprodução
Pioneiro
Pioneiro

A investigação em torno da polêmica com Irineu Seibert, 56 anos, que foi molhado enquanto tentava usar o banheiro da praça Dante Alighieri de Caxias do Sul, ganhou mais um capítulo nesta quinta-feira. Segundo o delegado Vítor Carnaúba, responsável pelo caso, os dois suspeitos, seguranças de uma empresa terceirizada contratada pela prefeitura de Caxias, cometeram crime de injúria. Isso porque ofenderam e humilharam a vítima, expulsando-a do local. 

Leia mais
Prefeitura de Caxias quer punir empresa que contratou seguranças que molharam homem
Seguranças que molharam homem em Caxias do Sul podem ser responsabilizados
Vídeo que circula nas redes sociais mostra idoso sendo molhado por seguranças em Caxias 

O crime de injúria prevê de um a dois anos de reclusão e multa. Mas a pena pode ser revertida em serviço comunitários. 

Em contato por telefone, o advogado dos suspeitos afirmou que eles estão arrependidos. Afirmou que, a partir de agora, irá analisar as propostas e traçar a estratégia de defesa. 

A prefeitura de Caxias do Sul, que contratou a empresa para fazer a segurança dos enfeites de Natal no final do ano passado, comunicou que irá enviar um ofício para os responsáveis para pedir esclarecimentos sobre o ocorrido.



 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros