Entrega da nova cadeia de Bento Gonçalves é prorrogada para abril - Polícia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

88,6% pronta17/01/2019 | 18h42Atualizada em 17/01/2019 | 18h44

Entrega da nova cadeia de Bento Gonçalves é prorrogada para abril

Empresa pediu e Susepe prorrogou o prazo de construção do presídio

Entrega da nova cadeia de Bento Gonçalves é prorrogada para abril Felipe Nyland/Agencia RBS
Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

A empresa responsável pela construção do novo presídio de Bento Gonçalves pediu uma prorrogação de 60 dias para a entrega do prédio. A informação foi divulgada pela assessoria da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) após consulta da reportagem do Pioneiro na tarde desta quinta-feira (17). Com o novo prazo, a entrega do prédio, que deveria ocorrer ao final de janeiro, fica para abril.

Leia mais:
Bloqueadores são promessa sem prazo para novo presídio de Bento Gonçalves
Montagem do novo presídio em Bento Gonçalves revela abertura automática de celas

— A obra está em fase final de acabamento, com um percentual 88,6% já executado. Como têm algumas aprovações pendentes e que carecem de documentações, eles (empresa) pediram esta prorrogação e acenamos positivamente, pois eles têm direito a este pedido. É apenas um aditivo contratual de prazo — explica o superintendente adjunto da Susepe e diretor do Departamento de Engenharia Prisional, Alexandre Niccol.

Logo após o termo de recebimento da obra, a Susepe pretende iniciar o aparelhamento para a ocupação da cadeia. Entre as instalações necessárias, está o sistema de informática. Na sequência, como é tradicional, a entrada de presos deverá ocorrer de forma gradual.

A nova estrutura também precisará de mais agentes penitenciários do que atual cadeia. Este reforço virá de uma turma de novos servidores que já participam do curso de formação, que tem duração de 90 dias. A inauguração do presídio ainda não tem data.

A reportagem procurou a Verdi Sistemas Construtivos, que tem sede em Ivoti, mas a empresa respondeu que não pretende se manifestar sobre o pedido de prorrogação.

Ainda sem definição sobre presídio do Centro

Sobre o destino do atual presídio de Bento Gonçalves, a Susepe informa que ainda não há uma definição. A casa prisional fica na Rua Assis Brasil, no centro da cidade, o que preocupa moradores há anos devido à superlotação e a possibilidade de fugas. Foi a mobilização da comunidade que motivou a prefeitura a encontrar, junto ao governo estadual, uma forma de viabilizar a construção da nova cadeia. Diante da falta de recursos, o modelo encontrado foi a permuta de imóveis da cidade, no caso uma área da superintendência do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), avaliada em R$ 19,1 milhões.

Com capacidade para 420 presos, a nova estrutura foi orçada em R$ 30,9 milhões. Além dos R$ 19,1 milhões, o restante do valor foi  complementado com recursos do Fundo Estadual de Gestão Patrimonial, que também são provenientes da alienação de imóveis — um dos exemplos foram os R$ 2,2 milhões pelos quais a residência do superintendente do Daer em Bento Gonçalves foi arrematada em janeiro do ano passado. Na época, a empresa que adquiriu o terreno informou que pretendia estabelecer um escritório de arquitetura e uma sala comercial.

Leia também:
Veja imagens que podem elucidar o assassinato de morador de rua em Caxias do Sul
Decreto de contenção de gastos do Estado suspende licitação para reforma da escola Cristóvão de Mendoza
60% das escolas da região de Caxias aderiram a programa que permite parcerias com cidadãos e empresas

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros