Presídio de Vacaria terá mais 40 vagas - Polícia - Pioneiro

Versão mobile

 

Sistema prisional09/08/2018 | 13h46Atualizada em 09/08/2018 | 14h06

Presídio de Vacaria terá mais 40 vagas

Custos da obra serão pagos com verbas de penas alternativas da comarca

Presídio de Vacaria terá mais 40 vagas Roni Rigon/Agencia RBS
Capacidade atual é para 96 presos Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

O Presídio Estadual de Vacaria terá ampliação de 40 vagas. A unidade prisional tem capacidade para 96 presos. Até esta quinta-feira, 307 detentos estavam recolhidas.

Leia mais:
Presídios da Serra têm déficit de cerca de 1.100 vagas

Conforme a Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Estado, por meio da assessoria de imprensa, o projeto de ampliação está sendo desenvolvido pelo setor de engenharia prisional da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe). O documento está em fase final, faltando apenas a conclusão da planilha orçamentária. Ainda segundo a nota da SSP, a obra será custeada pelo Judiciário, com as verbas das penas alternativas da comarca de Vacaria. A expectativa é que até final de agosto o projeto esteja finalizado.

O presídio está com limitações de ocupação impostas pela Justiça desde abril. Inicialmente,  a lotação havia sido fixada em 250 presos. Depois, aumentou para 330. 

Enquanto isso, órgãos públicos de Vacaria se articulam para a construção de um novo presídio. O município chegou a oferecer um terreno próximo a Muito Capões.

Caxias do Sul e Bento Gonçalves

Outras duas cidades da Serra tem projetos de obras no sistema penitenciário. Em Caxias do Sul,  existe um projeto para a construção de uma nova unidade prisional no terreno ao lado da Penitenciária Estadual, na localidade de Apanhador, no limite de Caxias com São Francisco de Paula. De acordo com a SSP, o projeto foi encaminhado para o Departamento Penitenciário Nacional (DEPEN) para complementação de elementos técnicos.

 A secretaria afirma que, paralelo a isso, está sendo encaminhado ao Corpo de Bombeiros o projeto de Plano de Prevenção e Proteção Contra Incêndio (PPCI). Outras cinco cidades dependem do sistema prisional caxiense: Farroupilha, Flores da Cunha, Nova Petrópolis, São Marcos e Antônio Prado.

Em Bento Gonçalves, segue a construção do novo presídio no interior do município. A previsão de entrega da obra é para o fim de janeiro de 2019. A estrutura substituirá a atual e terá capacidade para 420 detentos.

Leia também:
Sem pensar nos 45 pontos, Matheus espera recuperação do Juventude no returno
Mirante: vice-prefeito de Caxias quer que PRTB se desculpe sobre fala de Mourão  

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros