Réu é condenado a 18 anos de prisão por morte motivada por dívida de drogas em Caxias do Sul - Polícia - Pioneiro

Versão mobile

 

Justiça12/06/2018 | 20h44Atualizada em 12/06/2018 | 20h46

Réu é condenado a 18 anos de prisão por morte motivada por dívida de drogas em Caxias do Sul

Assassinato de 2012 motivou outras duas mortes

Réu é condenado a 18 anos de prisão por morte motivada por dívida de drogas em Caxias do Sul Lucas Amorelli/Agencia RBS
Samuel Silva de Oliveira foi condenado por homicídio qualificado Foto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

O Tribunal do Júri de  Caxias do Sul condenou Samuel Silva de Oliveira pela morte de Marcelo Correa Ribeiro em 7 de dezembro de 2012. O réu foi sentenciado a 18 anos de reclusão a serem cumpridos, inicialmente, em regime fechado. Os jurados também condenaram Davino Henrique da Silva Teles a quatro anos de reclusão em regime aberto pela tentativa de homicídio contra Airton Pinheiro da Silva, comparsa de Samuel no assassinato de Marcelo. Ambas as defesas afirmam que irão apelar das decisões.

Conforme a denúncia do Ministério Público (MP), Marcelo seria usuário de entorpecentes e estaria em dívida com Airton. Foi por isso que, naquela noite, Oliveira o alvejou em via pública no Loteamento Tijucas. Mesmo baleada na perna, a vítima conseguiu fugir e buscar refúgio na casa de um vizinho.

Oliveira, então, teria ido até um bar para buscar Airton. Juntos em um veículo Tipo branco, a dupla encontrou o refúgio, invadiu a moradia, arrombou a porta do banheiro onde Marcelo se escondia e executou o desafeto a tiros.

Após ouvir os disparos que vitimaram Marcelo, Davino Henrique da Silva Teles tentou vingança contra Airton. Ele teria encontrado os rivais na via pública e atirado contra o Tipo branco, atingindo o pneu do automóvel. Airton teria prosseguido sua fuga a pé e foi perseguido por Teles, que atirou novamente, mas não atingiu o desafeto.

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 12/06/2018Julgamento dos réus: Samuel da Silva de Oliveria(de vermelho) e Davino Henrique da Silva Teles. (Lucas Amorelli/Agência RBS)
Davino Henrique da Silva Teles (ao fundo) foi sentenciado por tentativa de homicídioFoto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

Assassinato motivou outras duas mortes

Apesar de ter escapado da primeira tentativa de vingança, Airton ainda seria mortopelo homicídio de Marcelo. O crime ocorreu no dia 6 de junho de 2015, no bairro Marechal Floriano, quando Marcos Correa Ribeiro Júnior, irmão da primeira vítima, atirou diversas vezes contra Airton.

Por este segundo assassinato, Marcos foi denunciado pelo MP e respondia em liberdade. Em 20 de setembro de 2016, o crime foi reconstituído atendendo pedido da defesa. A suspeita é que a diligência tenha exposto o réu, porque, naquela noite, Marcos foi executado a tiros no bairro Desvio Rizzo e se tornou a 100ª vítima da violência daquele ano. Este terceiro assassinato segue em investigação pela Delegacia de Homicídios.

Leia também:
Polícia Civil deve encerrar neste mês investigação sobre incêndio criminoso com duas mortes em São Marcos
Quem são os presos com as maiores condenações em Caxias do Sul
Polícia Civil prende suspeitos de roubo no bairro Reolon, em Caxias do Sul

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros