Frei Jaime: um vento forte serve para que as raízes de uma árvore se fixem com maior profundidade - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Opinião17/03/2020 | 06h10Atualizada em 17/03/2020 | 06h10

Frei Jaime: um vento forte serve para que as raízes de uma árvore se fixem com maior profundidade

A vida é uma sequência de distâncias e proximidades

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! Nestes dias, o amanhecer é ainda mais silencioso... Conviver com incertezas é bastante exigente, mas possível... Ninguém se arrepende de ter fé, pois é com ela que o medo é espantado... Então, muita luz e muita confiança em Deus! Ele nunca falha... Feliz terça-feira! 

"Sempre voltamos ao que nos dá vida, é só uma questão de tempo." (Frida Khalo). 

A vida é uma sequência de distâncias e proximidades. O ser humano tem facilidade de se afastar do essencial. A autossuficiência já levou multidões para bem longe da profundidade, do centro de onde emana aquela luz, que é capaz de dissipar todas as trevas. Para afastar-se, não há necessidade de ensaios e nem de habilidades específicas. O mundo nunca escondeu a preferência pelo individualismo, inclusive a indiferença ganha facilmente proporções inadequadas. Cada qual faz suas escolhas, mas o tempo se encarrega de dar verdadeiras sacudidas, para que o equilíbrio retome seu posto de comando. 

Leia mais
Quer ler mais textos do Frei Jaime?
Clique para conferir textos dos colunistas do Pioneiro

Não são as catástrofes que proporcionam às pessoas uma nova atitude de vida, mas elas podem ajudar na revisão da escala de valores. Um vento forte serve para que as raízes de uma árvore se fixem com maior profundidade. Da mesma forma, eventos que fogem do controle humano podem favorecer um repensar quanto às atitudes, à distribuição do tempo, à espiritualidade, o valor da vida e da família. A volta ao que dá vida é praticamente certa, o que pode diferir é o tempo. Cedo ou tarde, de um jeito ou de outro, a humanidade revisa o caminho traçado, os objetivos elaborados e os sonhos desenhados. 

Uma sacudida pode colocar muitas coisas no seu devido lugar. O toque de recolher pode ser uma ótima oportunidade para redescobrir o valor existente dentro do próprio lar. A convivência familiar tem ficado em segundo plano, há tempo. Muitos não sabem mais o que significa ‘olho no olho’. Os infinitos detalhes do cotidiano acabam não sendo percebidos, pois a grande maioria anda com muita pressa, também quando não sabe para onde ir. Os melhores resultados, porém, não são externos, mas internos. O momento é oportuno para um profundo aprendizado em relação à vida e à convivência com aqueles que, facilmente, são privados da presença e daquela ternura, que brota do pertencimento. 

Bênção! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço!

Leia também
Por que 2020 será o ano da virada para empresa caxiense de sistemas de portas para ônibus
Motorista fica ferido em acidente na RS-122 em Bom Princípio
O paraíso do vinho no bairro São Pelegrino

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros