Centro Especializado de Saúde de Caxias estará aberto no domingo para realizar testes de HIV - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Diagnóstico30/11/2019 | 07h39Atualizada em 30/11/2019 | 07h39

Centro Especializado de Saúde de Caxias estará aberto no domingo para realizar testes de HIV

Ação é alusiva ao Dia Mundial de Luta contra a Aids

Centro Especializado de Saúde de Caxias estará aberto no domingo para realizar testes de HIV Red Ribbon/WORLD BANK / Creative Commons
Em Caxias do Sul, 2,5 mil pacientes estão em tratamento do HIV/Aids, segundo dados da Vigilância Epidemiológica Foto: Red Ribbon / WORLD BANK / Creative Commons

O Centro Especializado de Saúde (CES) de Caxias do Sul abre das 8h às 17h deste domingo (1º) para realizar testes rápidos usados no diagnóstico do HIV. A equipe do Serviço Municipal de Infectologia também fará aconselhamento sobre prevenção e tratamento de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST). A atividade faz parte das ações alusivas ao Dia Mundial de Luta contra a Aids, celebrado em 1º de dezembro.

Qualquer pessoa com 14 anos ou mais pode fazer o exame. Não é preciso agendar o atendimento previamente. Os interessados devem apenas comparecer ao CES, com um documento de identidade com foto e, quem possui, o Cartão SUS. O Ministério da Saúde estima que 135 mil pessoas vivem no Brasil com a doença e não sabem.

Leia mais
Descoberta da Aids completa 38 anos nesta quarta-feira
Laboratório de Pesquisa em HIV em Caxias estuda vírus em gestantes de todo Estado

Em Caxias do Sul, 2,5 mil pacientes estão em tratamento do HIV/Aids, segundo dados da Vigilância Epidemiológica. Desse total, quase 2 mil moram na cidade. Os demais são de municípios vizinhos. Em 2018, foram notificados 367 novos casos e 24 pessoas morreram em decorrência da doença no município.

Para a prevenção da Aids, o método mais simples e comum é o uso de preservativo na relação sexual. Em Caxias, camisinhas (masculina e feminina) estão disponíveis gratuitamente nos postos de saúde e no Centro de Testagem e Aconselhamento, localizado no 1º andar do CES. Testes para diagnóstico do HIV e também de outras doenças, como sífilis e hepatites, podem ser feitos também nestes locais.

Opções de prevenção

Segundo a coordenadora do Serviço Municipal de Infectologia, Helen Prux, além da camisinha, há outros meios de prevenção da doença. Entre eles, estão a testagem regular e as medidas de redução de danos entre dependentes químicos. O início imediato do tratamento para os diagnosticados também é apontado como uma medida importante.

O Ministério da Saúde estabelece critérios que permitem definir quem são as pessoas que estão em constante situação de risco. Para estas, há alternativas como a profilaxia pré e pós exposição ao vírus - consiste no uso de medicamentos para reduzir o risco de infecção.

Desde outubro, Caxias conta ainda com o autoteste. Conforme Helen, a ideia é que alguém com acesso ao serviço de saúde retire o autoteste e entregue à pessoa sem acesso. Um passo a passo indica como fazer o procedimento sozinho. Segundo ela, o resultado não é definitivo, mas serve como orientador.

Todas as pessoas diagnosticadas com HIV recebem tratamento na rede pública de saúde.

Leia também
Obra de restauração devolve 90% da originalidade à Igreja Matriz São Pedro de Garibaldi

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros