André Costantin: conversa com urubus - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Opinião11/07/2019 | 07h00Atualizada em 11/07/2019 | 07h00

André Costantin: conversa com urubus

Vejo dois urubus. Seriam os que na semana passada me visitaram pelos galhos do pinheiro?

André Costantin
André Costantin

andre@transe.com.br

No trevo de Monte Bérico, antes de cruzar a Rota do Sol. Vejo dois urubus. Seriam os que na semana passada me visitaram, pelos galhos do pinheiro, na cumeeira do telhado?

– Bom dia! Qual de vocês estava em cima da chaminé, olhando tudo lá em casa, dias atrás? Era um silêncio grande em volta, quando um dos dois alçou vôo. Deu para ouvir o zuuum das asas, na decolagem. Achei muito bonito aquilo: o som do voar. – Ah! Desculpe, meu nome é André, Carlos André. Normalmente me chamam André. Eu mesmo ignoro o Carlos. Mas aqui com vocês, prefiro Carlos.

Leia mais
André Costantin: matam o futebol
André Costantin: o poderoso chefão

– Bom dia, seu Carlos! Sou o Urutau; era eu lá na chaminé. O Alfredo, meu amigo velho ali, é quem estava no pinheiro, naquele dia.

– Não precisa me chamar de seu.

– É que, sabe... Carlos é um nome que parece ser sempre “seu”. E ademais eu costumo ver o senhor passar aqui no trevo, dirigindo e mateando, óculos escuros, às vezes no fusca verde; posso lhe dizer que o termo “seu” lhe cai bem, embora o seu aspecto algo ainda jovial resista a isso.

– Urutau?...

– Sim. Meu nome é uma alusão a um pássaro noturno, difícil de olho de gente humana ver. Também era o apelido de um famoso cavalo de carreira da fronteira. É um nome estranho, mas eu até gosto: é escuro, acho que me cai bem.

– E o Alfredo, teu amigo?

– Olha – se manifesta o outro – nunca pensei no meu nome. É só um nome. Alfredo. Não gosto nem desgosto.

Abre o sinal. – Bueno, vou para a cidade. Nos vemos amanhã. Ando com poucos interlocutores; tempos difíceis. Hasta, Alfredo, Urutau.

Leia também
Agenda: Dilsinho faz show em Caxias, no mês de setembro
Pizzaiolo de Canela comemora Dia da Pizza participando de competição na Itália 
Morador de Caxias participa de filme que aborda a autonomia de pessoas com Síndrome de Down
Júlio Andreazza e as suas rosas: artista plástico mostra suas obras em Caxias

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros